Vizinhos defendem torcedora que xingou o goleiro Aranha

Vizinhos defendem torcedora que xingou o goleiro Aranha

'Ela errou, mas estão exagerando. Ela é uma boa moça', afirma vizinho de Patrícia Moreira, que não vive mais em Porto Alegre

Raphael Ramos - Enviado especial a Porto Alegre, O Estado de S. Paulo

17 Setembro 2014 | 07h00

Na casa da torcedora Patrícia Moreira, flagrada no dia 28 de agosto, durante partida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Arena Grêmio, xingando o goleiro Aranha de macaco, ainda estão as marcas do incêndio provocado na madrugada da última sexta-feira por um torcedor que foi detido e confessou o crime. A caixa de eletricidade e o registro da água, por exemplo, permanecem queimados. Uma luz da área externa fica acesa ininterruptamente. Os muros estão pichados, mas as marcas foram feitas antes do dia 28. 

Patrícia não mora mais no bairro Passo das Pedras, zona norte de Porto Alegre, e tem sido acolhida por parentes no interior do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, com medo da reação dos torcedores, não passa mais do que uma noite em cada local. Ela diz que tem sido ameaçada até de morte por gremistas revoltados com a pena que o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) aplicou ao clube – o Tricolor gaúcho foi excluído da Copa do Brasil.

No Passo das Pedras, vizinhos têm reclamado da presença da imprensa na porta da casa de Patrícia. Enquanto o Estado esteve no local, na terça-feira, dois vizinhos gritaram para que a reportagem saísse de lá. “O lugar de vocês não é aqui”, disse um deles. “Vão atrás dos bandidos”, falou outro.  

Na frente do supermercado Unisuper, a poucos metros da casa de Patrícia e onde ela costumava fazer compras, Benedito Fernandes saiu em defesa garota. Para ele, a gremista está sendo injustiçada. “Ela errou, mas estão exagerando. Ela é uma boa moça”, disse. 

Grêmio e Santos voltam a se enfrentar quinta-feira, na Arena, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida marca o reencontro do goleiro Aranha com a torcida gremista. O advogado de Patrícia, Alexandre Rossato, já adiantou que ela não vai acompanhar o jogo nem sequer pela televisão.

Mais conteúdo sobre:
futebolBrasileirãoGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.