Vizinhos do Catar poderão ter jogos da Copa, diz Blatter

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta quinta-feira que os países vizinhos do Catar, escolhido recentemente para sediar a Copa do Mundo de 2022, poderão receber jogos da competição.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2010 | 18h04

Em entrevista ao jornal L''Equipe, da França, Blatter lembrou que a Austrália, candidata derrotada na escolha das próximas sedes do Mundial, havia cogitado mandar jogos na Nova Zelândia.

"Poderia acontecer o mesmo com o Catar e algumas partidas poderiam ser disputadas nos países vizinhos", declarou o dirigente, sem adiantar quais países receberiam jogos da Copa. O Catar é o menor país a receber uma Copa do Mundo, com apenas 1,5 milhão de habitantes e 11.500 quilômetros quadrados, a metade do tamanho do Estado de Sergipe.

Questionado sobre as críticas sobre a escolha da Fifa, Blatter voltou a defender a eleição do Catar. "Estamos abrindo o futebol para um novo mundo e uma nova cultura. O mundo árabe, que se candidatou várias vezes para receber uma Copa, pôde legitimamente pleitear essa candidatura", afirmou.

O presidente da Fifa negou que o aspecto financeiro tenha pesado na escolha do Catar, que prometeu grandiosos estádios, com inovador suporte tecnológico. "Se estivéssemos buscando dinheiro, teríamos escolhido os Estados Unidos. Não podemos nos esquecer que o Catar tem feito muitos esforços [para receber a Copa] e já sediou outras competições da Fifa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.