Divulgação
Divulgação

Vladimir ganha nova chance no gol do Santos

Goleiro já está escalado para a partida contra a Portuguesa, domingo, no Canindé: o titular Aranha paga suspensão

Sanches Filho, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2013 | 19h10

SANTOS - O Santos terá goleiro novo na próxima rodada do Brasileirão. A vez é de Vladimir, apontado há mais de quatro anos como "futuro camisa 1 do time". Finalmente ele terá oportunidade de mostrar seu valor e se, de fato, está pronto para ser o sucessor do titular Aranha, de 32 anos. Com a suspensão de Aranha pelo terceiro cartão amarelo, Vladimir já está confirmado na posição para o jogo contra a Portuguesa, domingo, no Canindé. Baiano de Ipiaú, de 24 anos, 1m90 de altura, Vladimir foi formado na base da Vila, jogou por empréstimo no Fortaleza em 2009, retornou ao clube em 2010 e soma apenas sete partidas, tempo suficiente para amargar 10 gols no time principal.

Em 2010, no pior momento da carreira de Felipe, o treinador Dorival Júnior resolveu trocar o goleiro para enfrentar o Cruzeiro. Era a chance que Vladimir esperava. Ocorre que ele sofreu uma contusão durante um treino dias antes e o escalado acabou sendo Rafael, que se tornou titular até ser vendido para o Napoli, da Itália. Desde então, Vladimir espera por nova chance. Com a saída de Rafael, Aranha ganhou terreno com atuações destacadas, principalmente nos recentes jogos contra Internacional e Goiás.

Nesta temporada, Vladimir apareceu apenas duas vezes com a camisa do Santos em campo. A primeira vez foi em janeiro, no amistoso contra o Grêmio Barueri, vencido por 4 a 0. Ele entrou no segundo tempo daquela partida e quase não teve trabalho. A segunda oportunidade foi mais traumática e de triste lembrança: o desastre do Camp Nou, dia 2 de agosto, quando o Santos, ainda com Neymar, tomou um baile de 4 a 0 do Barcelona. Vladimir sofreu os quatro gols.

OUTRAS ALTERAÇÕES

A opção do goleiro para o lugar de Aranha não será a única mudança do Santos para a partida contra a Portuguesa. Renê Júnior voltará ao meio de campo para formar com Arouca e Cícero o trio de volantes de marcação. Como teve a atuação elogiada por Claudinei Oliveira diante do São Paulo, William José deve ser mantido no ataque ao lado de Thiago Ribeiro. O argentino Montillo continua tratamento de fisioterapia para se recuperar da lesão na panturrilha direita. Ele sofreu a contusão na quarta-feira da semana passada, no empate contra o Náutico, na Vila. Os médicos não estipularam prazo para o seu retorno. Claudinei considera o meia indispensável para o Santos, mas afirma preferir esperar mais tempo pelo seu retorno a correr riscos. "Não vamos precipitar a volta de Montillo. Vamos deixá-lo o mais fortalecido possível. Queremos que ele volte e termine o Campeonato Brasileiro jogando bem, sendo fundamental para o time". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.