Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Vladimir se machuca em treino e Santos tem problema duplo no gol para jogo no Rio

Goleiro torce o joelho esquerdo e será avaliado pelo departamento médico santista

Estadao Conteudo

13 de julho de 2017 | 20h54

O técnico Levir Culpi terá sérios problemas para escalar um goleiro para a partida do Santos contra o Vasco, neste domingo, no estádio do Engenhão, no Rio, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois do titular Vanderlei, que se machucou na vitória sobre o Atlético Mineiro, na última quarta-feira, foi a vez de o reserva Vladimir se lesionar durante o treinamento desta quinta, no CT Rei Pelé, em Santos e sair de campo mancando. Ele torceu o joelho esquerdo e será avaliado pelo departamento médico.

O departamento médico do Santos não informou a gravidade da lesão sofrida por Vladimir - ele passará por exame de ressonância magnética. No treinamento, após sentir um estalo, o goleiro deixou o gramado chorando e carregado por um membro da comissão técnica.

Com relação a Vanderlei, o mistério também continua. O titular do gol santista deixou o estádio Independência, em Belo Horizonte, com muitas dores e hematomas na perna direita. Se os dois forem desfalques, João Paulo será o titular - já jogou duas vezes como profissional, em amistosos contra Benfica, no estádio da Vila Belmiro, no ano passado, e Kenitra, do Marrocos, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, em janeiro deste ano.

Pelo menos no setor ofensivo Levir Culpi terá boas notícias. O meia Lucas Lima e o atacante colombiano Copete estavam suspensos no jogo da última quarta-feira e voltam contra o Vasco neste domingo. O lateral-esquerdo Victor Ferraz, com dores no joelho esquerdo, deve seguir fora e a tendência é que Daniel Guedes, autor do gol de falta contra o Atlético Mineiro, ganhe nova chance.

Também à disposição de Levir Culpi, o volante argentino Emiliano Vecchio está confiante para mais um desafio neste Brasileirão. Segundo o jogador, o Santos ganha uma boa vantagem em enfrentar o Vasco fora do estádio de São Januário.

"Sabemos que o Vasco é um time muito forte, porém, como vamos jogar no Engenhão, teremos mais espaço, já que é um campo um pouco maior. Queremos vencer esta partida e ir jogo a jogo recuperando os pontos que perdemos no campeonato. Espero que o Santos possa se manter entre os três primeiros colocados, para em algum momento acelerar e conseguir a liderança", disse o argentino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.