Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Volante Jocinei pode ser a novidade na escalação do Corinthians

Com Ibson e Maldonado em baixa, jogador tem chance de estrear no próximo domingo

VITOR MARQUES, Agência Estado

20 de setembro de 2013 | 20h01

SÃO PAULO - Como Ibson e Maldonado estão em má fase, o técnico Tite pode dar uma chance ao volante Jocinei, que chegou ao Corinthians no final de maio e ainda não estreou. A possível escalação dele como titular seria a novidade corintiana para enfrentar o líder Cruzeiro, neste domingo, no Pacaembu, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Tite ainda não sabe se poderá contar com o lateral-direito Alessandro, que está com dores na panturrilha direita. Se ele não tiver condições de jogar neste domingo, o volante Ednílson seria deslocado para a lateral, abrindo espaço para a entrada de Jocinei no meio-de-campo.

Depois de defender o Rio Claro no Campeonato Paulista da Série A2, Jocinei foi contratado pelo Corinthians no final de maio. Mas o volante de 23 anos ainda não foi testado, o que pode acontecer agora. No treino desta sexta-feira, por exemplo, auxiliar técnico Fábio Carille fez um trabalho específico com ele e o volante titular Ralf no gramado do CT Joaquim Grava.

A possível escalação de Jocinei, no entanto, depende da recuperação de Alessandro. Caso o lateral possa jogar, Ednílson fica no meio, formando dupla de volantes com Ralf. Outra dúvida de Tite é quem formará o ataque, já que o peruano Guerrero está suspenso. Alexandre Pato e Romarinho são os favoritos para jogar ao lado dos meias Douglas e Danilo na linha de frente.

Assim, a provável escalação corintiana tem Cássio; Alessandro (Jocinei), Gil, Paulo André e Igor; Ralf, Edenílson, Danilo e Douglas; Alexandre Pato e Romarinho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansJocineiBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.