Divulgação
Divulgação

Volante Medel avisa que Chile vai 'chegar longe' na Copa do Mundo

Porta-voz da equipe em coletiva nesta segunda afirma que time treina para jogar sempre ofensivo

Agência Estado

26 de maio de 2014 | 21h16

SÃO PAULO - O volante chileno Gary Medel disse em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, que a seleção do Chile vai para a Copa com a intenção de chegar longe. Segundo ele, os jogadores vão lutar muito nos gramados brasileiros, jogando sempre em busca do ataque.

"Vamos para chegar longe, queremos ser campeões e temos condições para isso. Ao ataque, ao ataque, esse é o nosso estilo", disse Medel, que ainda comentou sobre a convocação de Esteban Paredes após o corte de Pedro Pablo Hernández por lesão.

"É decisão do técnico, mas Esteban tem condições de dar sua parte e por isso veio. Ele tem nosso apoio e fará parte do grupo", disse o volante.

O goleiro Cristopher Toselli também comentou a chegada do novo companheiro. "Havia uma lista com 30 convocados, sabíamos que poderia acontecer essa situação", disse ele, destacando a maturidade de Paredes por esperar até o fim.

O Chile entra em uma semana decisiva, já que o técnico Jorge Sampaoli deve entregar a lista definitiva com os 23 jogadores no próximo domingo. "Para nós, o Mundial já começou. Se for pensar em não se lesionar, é melhor que deixe a seleção", disse Medel, em relação aos amistosos de preparação.

Os chilenos estreiam na Copa contra a Austrália, no dia 13 de junho, na Arena Pantanal em Cuiabá, mas não terão vida fácil para chegar às oitavas de final. A equipe de Sampaoli vai pegar a atual campeã Espanha já na segunda partida, dia 18, no Maracanã. E a participação do Chile na primeira fase se encerra contra a Holanda, atual vice-campeã, no dia 23, no Itaquerão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.