Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Volante paraguaio Piris da Motta promete 'muita raça' no Flamengo

Nome do jogador já está no BID da CBF e ele está à disposição do técnico Maurício Barbieri

Estadão Conteúdo

06 Agosto 2018 | 17h17

Mais novo reforço do Flamengo, o volante paraguaio Piris da Motta foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira. E, um dia depois de o time carioca ser derrubado da liderança do Brasileirão, o jogador prometeu "muita raça" em campo quando receber uma oportunidade do técnico Maurício Barbieri.

+ Barbieri admite fraca atuação contra o Grêmio: 'Fizemos um jogo ruim'

+ Flamengo é superado pelos reservas do Grêmio e tem liderança ameaçada

"Antes de tudo, gostaria de agradecer ao Flamengo por toda confiança depositada em mim. Espero retribuir tudo em campo. Fui muito bem recebido e quero me adaptar rapidamente ao técnico, ao elenco e poder ajudar nas três competições que estamos disputando", disse o atleta, já inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Já regularizado, ele ainda não sabe quando estreará pela equipe carioca. Mas existe a possibilidade de ao menos ser relacionado para o duelo contra o Cruzeiro, na quarta-feira, pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Ainda sem saber quando estreará, Piris já prometeu empenho em campo. "Meu estilo de jogo é de muita raça, me sacrifico pelos meus companheiros, torcedores e pelo clube", afirmou o reforço. "Vou entregar tudo em campo, deixar a alma. Vou jogar pelos meus companheiros e sempre vou brigar para ganhar todas as partidas."

Em sua apresentação, Piris revelou certa proximidade com os brasileiros por ter convivido com alguns deles em sua cidade natal, Ciudad del este, na fronteira do Paraguai com o Brasil.

"Há muita gente do Brasil no lugar que nasci. Sempre vi muitas pessoas com a camisa do Flamengo, e essa é a primeira vez que tenho uma. Quando vim jogar aqui com o San Lorenzo, sabia que o estádio estaria cheio, que era uma equipe com muita raça", disse o volante, que já defendeu o time argentino. Também teve passagem pelo Olímpia.

Ele ainda tem passagens pela base da seleção paraguaia e vem defendendo o time principal do seu país desde 2015.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.