Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Volpi pega dois pênaltis e São Paulo goleia o Flamengo no Maracanã

Equipe tricolor sobra diante do time carioca e goleiro é um dos destaques da partida

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2020 | 17h57
Atualizado 01 de novembro de 2020 | 19h48

Em uma de suas melhores atuações na temporada, o São Paulo surpreendeu e goleou o Flamengo por 4 a 1, no Maracanã, com direito a Tiago Volpi pegando dois pênaltis. O resultado fez o time paulista se manter na briga pela parte de cima da tabela e frustrou os cariocas, que esperavam assumir a liderança isolada do Brasileirão na última rodada do turno. 

Apesar da goleada, o goleiro Volpi foi o destaque do jogo. Ele pegou os chutes de Bruno Henrique e Pedro e ainda deu uma assistência para o quarto gol, marcado por Luciano. O goleiro, mais uma vez, fez a diferença em penalidades, como aconteceu contra o Fortaleza, quando pegou uma penalidade e ajudou o time a se classificar na Copa do Brasil. 

Flamengo e São Paulo protagonizaram um belo duelo. Com os dois times apostando no ataque, o partida teve virada no placar, VAR, pênalti perdido e duas equipes que procuram o gol o tempo todo. De olho na liderança isolada do Brasileirão, o Fla começou mais em cima e logo aos 5 minutos abriu o placar.

Pedro recebeu passe de Vitinho, ganhou de Bruno Alves e bateu da entrada da área, no canto direito de Volpi. O gol fez o São Paulo avançar a marcação e pegar o time carioca de surpresa. Aos 17, a zaga do Fla cortou errado cruzamento de Sara e deixou na medida para Tchê Tchê, que não é muito de finalizar a gol, ajeitar e, de dentro da área, acertar bomba, sem chances para o goleiro Hugo. 

O confronto continuou em ritmo intenso, com as duas equipes apostando em marcações mais altas, mas sem apelar para violência. O Flamengo ficava mais com a bola e teve grande oportunidade de marcar o segundo gol aos 29. Após checar o VAR, o árbitro marcou pênalti de Diego em Everton Ribeiro. Bruno Henrique cobrou a penalidade, Volpi saltou e fez grande defesa. O lance pareceu ter feito bem ao time paulista, que voltou a ter mais iniciativa e movimentação e assim chegou ao gol da virada.

Aos 45, após boa troca de passes, Reinaldo chegou até a linha de fundo na esquerda e cruzou. Gustavo Henrique desviou e acabou ajeitando para Brenner chutar e marcar o segundo gol tricolor. Brenner vem marcando em todas as partidas do time. Na volta do intervalo, parecia que o São Paulo era quem estava perdendo. Voltou pressionando e conseguiu chegar ao terceiro gol em cobrança de pênalti. 

Aos 13, Gustavo Henrique cometeu penalidade em Bruno Alves. Reinaldo bateu com categoria e ampliou a vantagem são-paulina. Enfim, o Flamengo "voltou" para o segundo tempo e tentou descontar, mas Volpi estava em dia de graça. Três minutos depois do gol de Reinaldo, Daniel Alves derrubou Gérson na área e mais um pênalti foi marcado.

Pedro bateu e Volpi pegou outra vez, para desespero dos flamenguistas. A partir daí, o Fla resolveu partir para cima e virou um jogo de ataque contra defesa. Aos 31, Gomes chegou a acertar chute na trave, mas foi só. 

O dia era do São Paulo. Aos 36, Volpi deu longo lançamento para Luciano, que ganhou de Natan e bateu cruzado, sem chance para Hugo. Ele transformou a vitória em goleada. Foi um dia em que deu tudo certo para o time paulista. Foi um resultado que pode dar confiança para o duelo com o Lanús, quarta-feira, pela Copa Sul-Americana. 

FICHA TÉCNICA

Flamengo: Hugo; Isla, Gustavo Henrique, Natan (Léo Pereira) e Filipe Luís; João Gomes, Gerson e Everton Ribeiro (Lincoln); Vitinho (Michael), Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Domènec Torrent

São Paulo: Tiago Volpi; Tchê Tchê, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo (Léo); Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes (Vitor Bueno); Luciano e Brenner (Pablo). Técnico: Fernando Diniz

 Gols: Pedro, aos 5 minutos, Tchê Tchê, aos 17 minutos, e Brenner, aos 45 minutos do 1º Tempo; Reinaldo, aos 13 minutos; e Luciano, aos 36 minutos do 2º Tempo

Cartões amarelos: Tiago Volpi, Isla, Diego, Gomes, Daniel Alves, Gérson e Gustavo Henrique

Juiz: Caio Max Augusto Vieira-RN

Local: Maracanã, no Rio

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.