Volta de Beto aumenta a crise no Fla

A volta do meia Beto ao Flamengo, definida nesta sexta-feira, foi só mais um exemplo do caos administrativo que se instalou no clube. O presidente Edmundo Santos Silva dá cada vez mais demonstrações de que está perdido no cargo e vem tendo sucessivos desentendimentos com seus "comandados".Uma reunião de diretoria foi marcada para segunda-feira, com o objetivo de resolver os problemas no departamento de futebol do Flamengo. A tendência é a de que o vice-presidente Mário César Monteiro e o diretor Mauro Serra sejam destituídos do cargo. Monteiro, que assumiu em janeiro, com a promessa de modernizar e disciplinar o futebol do clube, colecionou uma série de desentendimentos com Edmundo Santos Silva, que havia lhe dado "carta branca".De início, Monteiro, que está de folga em Punta del Leste, no Uruguai, defendeu a contratação do Dunga para coordenar a comissão técnica do Flamengo, mas o presidente vetou. Agora, a volta de Beto pode ter sido a gota d?água para a saída do diretor, que chegou a afirmar que o jogador "jamais vestiria novamente a camisa do clube".Nesta sexta-feira, em mais um exemplo de desmando no Flamengo, o conselheiro Eugênio Onça foi ao treinamento da equipe e começou a conversar e delinear planos com os jogadores. "O presidente não me delegou poderes, mas estou aqui para conversar com os jogadores para saber da situação", esbravejou o conselheiro. "Onde estão os dirigentes do clube? Quem era para estar aqui, está de folga no Uruguai."A desorganização fora dos gramados passou a refletir no campo. Apesar das contratações de jogadores como os meias Juninho Paulista, ex-Vasco, e Leonardo, ex-São Paulo, o Flamengo ainda não venceu nos oitos jogos que disputou nesta temporada. No Maracanã, considerada a "casa" do time, não ganha uma partida desde agosto de 2001.Juninho Paulista tentou amenizar a situação e discordou que a desorganização administrativa do Flamengo interfira na atuação dos jogadores. "Temos que reconhecer nossas falhas e procurar melhorarmos. Por exemplo, preciso me acertar individualmente, pois venho atuando abaixo do que espero", admitiu ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.