Volta Redonda se isola para final

Com o objetivo de preservar os jogadores, o técnico do Volta Redonda, Dário Lourenço, isolou o time em um hotel na cidade vizinha, Vassouras. O treinador ainda fez críticas ao regulamento do Campeonato Carioca, por obrigar o seu time a atuar no Maracanã nas duas partidas da decisão, domingo e no dia 17."Temos uma estrutura ótima em Volta Redonda, mas a sede tem associados e é um entra e sai danado, com isso, os jogadores podem ficar dispersos. Mas, é claro que não queria sair do contato com os torcedores", afirmou Dário Lourenço. "Nesse momento é melhor ficarmos tranqüilos, longe do clima de oba-oba, porque em 15 dias decidiremos nossa vidas." Sobre o fato de ser obrigado a atuar no Maracanã, por duas vezes, o técnico considerou ser uma desvantagem para o Volta Redonda, que tem um dos melhores estádios do Rio em sua cidade. Lembrou que nos principais estaduais do Brasil, como Minas Gerais e Rio Grande do Sul, o título será decidido entre um time grande e "um clube considerado pequeno, que fará uma das partidas em sua casa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.