Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Votação da MP do Futebol é adiada para relator falar com clubes

MP 671 trata do refinanciamento da dívida dos clubes com a União

Estadão Conteúdo

16 de junho de 2015 | 16h49

Pela terceira vez a votação do relatório sobre a Medida Provisória 671, a MP do Futebol, foi adiada. Nesta terça-feira, a comissão que avalia a proposta, que tem como principal objetivo refinanciar as dívidas dos clubes brasileiros, se reuniu e decidiu remarcar a apreciação para esta quarta, às 14h30.

A votação deveria ter acontecido exatamente nesta terça, mas o relator da reunião, o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), pediu o novo adiamento. Ele justificou a requisição alegando que estará com representantes dos clubes na manhã desta quarta e ouvirá o que eles têm a acrescentar após terem discutido o assunto em uma reunião nesta segunda, da qual participaram 15 das 20 agremiações que disputam a primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

Na segunda-feira, os representantes dos clubes se reuniram na sede da CBF e discutiram mudanças no texto que tramita no Congresso. A principal diz respeito a limitar em 3% do faturamento bruto anual o valor a ser pago no refinanciamento. Esse índice seria aplicado aos clubes da Série A, baseado na receita do ano anterior, e seria menor nas divisões inferiores do Brasileirão.

O próprio relator Otávio Leite já havia proposto mudanças na lei, mas as alterações não agradaram os clubes. O novo adiamento deve ser apenas mais um capítulo na longa novela em que se transformou a votação desta MP, que trata do refinanciamento das dívidas fiscais e trabalhistas dos clubes de futebol profissional.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMP do Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.