Votação da MP do futebol volta a ser adiada e deve ocorrer nesta quinta-feira

A votação do relatório da Medida Provisória, que estabelece regras de responsabilidade fiscal e de refinanciamento da dívida dos clubes de futebol, foi novamente adiada e deve ocorrer nesta quinta-feira pela manhã.

DANIEL CARVALHO, Estadão Conteúdo

24 de junho de 2015 | 21h57

Nesta quarta, o relator do texto, deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), apresentou alterações em suas propostas. Uma das principais mudanças foi a redução da pena para o dirigente de clube que praticar ato de gestão irregular ou temerária. O tempo de inelegibilidade dele caiu de 15 para dez anos.

Outras mudanças incluem a participação de "representação da categoria de atletas", e não de atletas individualmente, no colegiado de acompanhamento e fiscalização dos clubes no cumprimento das contrapartidas exigidas para o parcelamento das dívidas.

A nova redação permite ainda que entidades de práticas desportivas não profissionais de qualquer modalidade possam atuar como agente lotérico da Lotex, loteria a ser criada em parceria entre a Caixa Econômica Federal e os clubes.

Pontos polêmicos como a desvinculação do refinanciamento das dívidas dos clubes de contrapartidas a serem cumpridas pela CBF foram mantidos. Também continua no texto o prazo de 20 anos (240 meses) para parcelamento da dívida dos clubes.

O senador Romário (PSB-RJ) criticou o tratamento dado à CBF, e disse que votará contra o relatório. "Serei voto vencido, mas na minha opinião esse projeto não terá muita relevância. Em quatro, cinco meses, muitos desses artigos cairão e a gente continuará tendo essas decepções com esta entidade falida. Falida no que se refere às atitudes. Um monte de ladrões, Marco Polo (Del Nero, presidente da CBF), José Maria Marin (ex-presidente da entidade), que fazem parte desse conluio, vão sair ganhando com esta MP. É uma pena. Cambada de ratos, câncer de nosso futebol." Romário luta para instalar no Senado uma CPI para investigar a CBF.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMedida Provisóriaclubes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.