'Vou recuperar minha forma no Chelsea', diz atacante Fernando Torres

O clube contratou o atacante junto ao Liverpool por cerca de 80 milhões de dólares

REUTERS

05 de fevereiro de 2011 | 15h39

O novo atacante do Chelsea, Fernando Torres, acredita que irá recuperar sua melhor forma no clube a oeste de Londres depois de sua transferência recorde no futebol britânico vindo do Liverpool.

"No último mês e meio ou dois meses, joguei perto do meu melhor e estou recuperando minha forma...", disse o jogador de 26 anos a jornalistas no centro de treinamento do clube, na sexta-feira.

"Eu me sinto muito bem e acredito que de agora até o final da temporada vou atingir minha melhor forma novamente. Espero que sim. Preciso retomá-la para poder competir por uma vaga entre os 11 titulares."

Torres é cotado para fazer sua estreia contra seu antigo clube no confronto entre os dois times pelo Campeonato Inglês em Stamford Bridge, no domingo, mas o técnico Carlo Ancelotti ainda tem de decidir se ele começará jogando.

"Fernando está em boas condições e em forma", disse o treinador do Chelsea. "Ele não tem problema algum e treinou muito bem... Eu não sei se ele começa jogando ou se entrará durante a partida. Tomarei a decisão antes da partida, no domingo."

O atacante da seleção da Espanha foi apresentado oficialmente na sexta-feira depois de fechada sua transferência no valor de 80,61 milhões de dólares pouco antes do encerramento da janela de contratações, na segunda-feira.

Torres, entretanto, minimizou a pressão de ser o jogador mais caro do futebol britânico e disse que estava "realmente motivado" por poder jogar com os melhores jogadores no time campeão.

"Já estive nesta situação antes, quando assinei com o Liverpool e houve grandes expectativas, então, não é nenhuma novidade para mim. Estou ansioso por uma nova era," afirmou o espanhol, que marcou para sua ex-equipe diante do Chelsea no início da temporada.

 

Mostrando respeito

Torres disse que decidiu deixar o time de Anfield e se transferir para o Chelsea no meio da janela de transferência de janeiro, acrescentando: "Tão logo soube que Liverpool e Chelsea estavam conversando sobre isso, eu disse a eles que a decisão estava tomada. Fui o primeiro a conversar com o técnico e a contar para o grupo."

O campeão da Copa do Mundo, parecendo relaxado e confiante, disse ainda que estava disposto a mostrar respeito por seus antigos colegas de clube e pelos fãs, que o adoraram durante sua bem-sucedida passagem pela equipe.

"Eu só tenho coisas boas para dizer sobre o pessoal de Liverpool," afirmou ele. "Eles fizeram eu me sentir muito bem lá por fantásticas três temporadas e meia. Entendo que estejam zangados..."

"Não peço que eles me entendam, mas tenho certeza que, com o passar do tempo, eles vão ver o que fiz lá."

Perguntado se comemoraria um gol contra o Liverpool, Torres declarou: "Primeiro eu tenho de jogar, então, tenho de marcar, mas eu tenho grande respeito pelos fãs do Liverpool, então, acho que não."

O espanhol costumava marcar contra o Chelsea, tendo feito sete gols em oito partidas, incluindo em seu primeiro jogo oficial pelo Liverpool que acabou em empate em Anfield, no ano de 2007.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.