Christian Hartmann/Reuters
Christian Hartmann/Reuters

Wagner Ribeiro não paga pensão alimentícia de filhos e tem prisão decretada pela Justiça

Ex-empresário de Neymar e de outras estrelas do futebol brasileiro é denunciado pela ex-esposa por dívida de aproximadamente R$ 660 mil

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2022 | 21h04

A Justiça decretou, nesta terça-feira, a prisão do empresário Wagner Ribeiro por falta de pagamento de pensão alimentícia para dois filhos ao longo de dois anos. A informação foi dada inicialmente pelo jornalista José Luiz Datena, da Band.

Wagner Ribeiro é um influente empresário no meio do futebol e já trabalhou com nomes como Neymar, Kaká, Robinho, Gabigol, Lucas Lima e Lucas Moura. A dívida cobrada seria de cerca de R$ 660 mil e, por isso, o agente teve sua prisão decretada.

A decisão partiu da 2ª Vara Cível da cidade de São João da Boa Vista, interior de São Paulo. A esposa de Wagner Ribeiro reside no município e o agente também possui casa na região.

O Estadão tentou contato com Wagner Ribeiro. No entanto, o empresário, até a publicação desta matéria, não se pronunciou oficialmente. Caso Wagner Ribeiro faça alguma manifestação, ela será adicionada a este conteúdo.

Wagner Ribeiro apareceu para o mundo empresarial do futebol quando acertou a negociação de França, então atacante do São Paulo, para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. O empresário sempre teve muito bom trânsito no mercado europeu. Assim, liderou outras importantes saídas de atletas do futebol brasileiro para o Velho Continente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.