Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Walter admite que 'ficou devendo' melhor futebol no Fluminense

Atacante marcou apenas nove gols em 41 jogos disputados com a camisa do clube carioca, mas planeja melhor rendimento em 2015

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2014 | 13h01

Contratado pelo Fluminense após se destacar pelo Goiás no Campeonato Brasileiro do ano passado, Walter admite que poderia ter jogado um melhor futebol nesta última temporada. Sempre na luta contra a balança, pois continua se mostrando distante do peso ideal para um jogador profissional, o atacante disputou apenas 41 partidas em 2014, nas quais marcou somente nove gols.

Em entrevista publicada nesta quinta-feira pelo site oficial do clube das Laranjeiras, o jogador reconheceu que precisa render mais com a camisa do time no próximo ano. "Foi a primeira experiência num clube de grande expressão e o primeiro ano é sempre mais difícil, mas foi importante. Agradeço bastante a Deus pelo que pude aprender e por ainda ter mais um ano de contrato. Já aprendi muito e quem sabe 2015 seja meu ano? Não foi um ano bom, muito longe de ter sido perfeito e tenho consciência disso. Marcar nove gols é muito pouco para mim. Deus sabe o que estou passando e sofrendo", ressaltou o atleta.

Walter ainda enfatizou que o torcedor tricolor o recebeu de "braços abertos" e teve "muita paciência" com ele nesta primeira temporada pelo Fluminense. E o jogador, que gera desconfiança também pelo fato de atuar visivelmente acima do peso, prometeu se cuidar nas férias para iniciar 2015 de forma positiva.

"Primeiro vou resolver uns negócios no Rio, antes de viajar para Porto Alegre, onde encontraremos a família da minha mulher. Depois vou para o Recife, passar o ano novo, curtir a família e aproveitar um pouco as férias. Vou ter controle e cuidado neste período sem jogar. O objetivo é curtir com a família, descansar e esquecer um pouco o futebol, porque o ano que vem será muito importante para o Fluminense e para mim", destacou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.