Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Walter estreia na temporada e ensaia adeus do Corinthians

Goleiro vai aproveitar ausência de Cássio para atuar em pelo menos duas partidas sem saber se continuará no clube na próxima temporada

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2017 | 16h54

Faltando seis rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o Corinthians terá uma estreia na equipe para encarar o Atlético-PR, quarta-feira, às 21h, na Arena Corinthians. O goleiro Walter será o substituto de Cássio, que está com a seleção brasileira, e terá a oportunidade de atuar pela primeira vez no ano. O jogo também pode ser um dos últimos dele com a camisa alvinegra.

+ 'Não ganhamos nada, tem muitos pontos em disputa', alerta Balbuena

Cássio foi convocado para a seleção brasileira para os amistosos contra o Japão (dia 10, em Lille, na França) e Inglaterra (dia 14, em Londres, na Inglaterra). Com isso, ele ficará fora das partidas contra o Atlético-PR (quarta-feira), Avaí (sábado) e provavelmente, o Fluminense (dia 15).

Já Walter apareceu bem no ano passado, quando Cássio caiu de rendimento e chegou a amargar o banco de reservas. Entretanto, ele sofreu uma lesão no início da temporada que o atrapalhou na disputa por uma vaga e o técnico Fábio Carille desde o início de seu trabalho afirmou que contava com Cássio como titular.

+ Sem Jadson, Gabriel e Cássio, Carille já pensa no Atlético-PR

Nesta segunda-feira, Walter participou do treinamento com Caíque e Matheus Vidotto, os outros goleiros, enquanto os titulares da partida contra o Palmeiras ficaram na academia, fazendo recondicionamento físico e Cássio viajou para se juntar aos companheiros de seleção brasileira.

Um fato curioso é que Walter pode disputar as três partidas e deixar o clube no final do ano. Como não tem espaço na equipe e ele já demonstrou boa forma quando foi exigido, o goleiro negocia a possibilidade de deixar o clube. O São Paulo é um dos interessados e o time do Morumbi negocia sua contratação. Nos bastidores, muita gente já dá o negócio como fechado, mas tantos os clubes como o atleta negam o acerto.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.