Rafael Arbex - Estadão - 09/10/2104
Rafael Arbex - Estadão - 09/10/2104

Walter Feldman deixa projeto da Rede para ser o número 2 da CBF

Um dos principais articuladores políticos da ex-ministra Marina Silva vai assumir em abril o cargo de secretário-geral da entidade

PEDRO VENCESLAU, Estadão Conteúdo

15 de janeiro de 2015 | 16h33

Um dos principais articuladores políticos da ex-ministra Marina Silva (PSB) durante a campanha presidencial do ano passado, o ex-deputado federal Walter Feldman assumirá no dia 14 de abril o segundo cargo mais importante da Confederação Brasileira de Futebol (CBF): a secretaria-geral da entidade. Ele estará na linha de frente do diálogo com as federações estaduais e a Fifa.

Quando Marina liderava as pesquisas da disputa presidencial em 2014, Feldman era apontado como um virtual ministro da Casa Civil em caso de vitória da pessebista. Depois da derrota no primeiro turno, porém, o ex-deputado decidiu deixar a Rede Sustentabilidade e pediu a desfiliação do PSB. "Estou totalmente afastado da política", diz.

Feldman vai trabalhar diretamente com Marco Polo Del Nero, presidente eleito da entidade, que vai assumir a CBF em abril. O atual mandatário do futebol brasileiro, José Maria Marin, é ligado ao PTB, sendo presidente de honra do PTB Esporte.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCBFWalter Feldman

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.