Wanderley troca Ponte Preta pelo Cruzeiro

Diretoria do clube alvinegro não teve como evitar o pagamento da multa rescisória de R$ 2 milhões

Redação,

29 de julho de 2008 | 16h19

O atacante da Ponte Preta, Wanderley, realizou exames médicos na tarde desta terça-feira e ainda nesta semana assinará contrato com o Cruzeiro. Seu atestado liberatório foi adquirido por um grupo de empresários, que irá repassá-lo ao time mineiro. A multa rescisória do jogador gira em torno de R$ 2 milhões. Sem falar que André Cruz, ex-zagueiro da seleção brasileira e empresário do atacante, detém 45% deste total.Wanderley é formado nas categorias de base do clube. Foi lançado ano passado, disputou 96 jogos e marcou apenas 15, o que é uma média baixa para atacante. Na atual temporada marcou quatro gols no Campeonato Paulista e três na Série B. A Ponte Preta, por sua vez, não ficou satisfeita com a negociação, mesmo porque mantinha um contato adiantado com a empresa Traffic, a mesma que administra o futebol do Palmeiras. E culpou André Cruz pela saída precoce do atacante. "O negócio ocorre à revelia da Ponte Preta, que gostaria de manter o jogador no elenco. No entanto, o procurador do atleta, André Cruz, há algum tempo queria a saída do atleta", dizia a nota que o time paulista soltou à imprensa.Além de Wanderley, a Ponte deve perder o volante Ricardo Conceição, que interessa ao Santos. Esta negociação, porém, ainda está no seu início. Enquanto perde jogadores, a diretoria da Ponte Preta corre atrás de reforços. O segundo volante, Luciano Sorriso, realizou exames médicos no Moisés Lucarelli, em Campinas, e deve fechar negócio ainda esta semana. Sorriso disputou o Paulistão pelo Mirassol e vem de uma lesão no tornozelo.A Ponte Preta é vice-líder no Campeonato Brasileiro da Série B, com 25 pontos, seis a menos que o líder Corinthians. Nesta sexta-feira, às 20h30, o time paulista vai a Caxias do Sul encarar o Juventude pela 15.ª rodada.Para este jogo, Paulo Bonamigo terá o retorno do meia Renato. O restante do time, com exceção de Wanderley, deverá ser o mesmo que bateu o Avaí, por 3 a 2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.