Warley sabe que vai voltar para a reserva

"Estou consciente que vou voltar para o banco", afirmou nesta segunda-feira, resignado, o atacante Warley, herói da partida de domingo, contra o Paulista, no Pacaembu, quando entrou faltando 15 minutos de jogo e anotou dois gols, decretando a vitória em favor do São Caetano e vantagem para o jogo-de-volta da decisão do Campeonato Paulista. O técnico Muricy Ramalho não deu nenhuma esperança ao atacante. "O Warley estava meio emburrado comigo porque coloquei ele no banco, mas ele teve oportunidade no jogo, entrou e marcou dois gols. Meu jogador tem de esperar uma oportunidade e respeitar os companheiros do time. Mas quem escala o meu time sou eu. Disso não abro mão", disse o treinador. Warley parece ter aprendido a lição. Além de pressentir que deve voltar ao banco, o atacante mudou o dircurso. "O Fabrício Carvalho e o Euller estão muito bem. E o importante é que cada um teve seu momento.O Fabrício teve seu momento, o Euller. Outro dia foi o Marcinho. Nesse jogo fui eu. Isso é bom porque a cada partida tem um que desequilibra." Em relação ao técnico Muricy, Warley garante que não ficou nenhum ressentimento. "Está tudo resolvido. Na verdade, nunca houve problema.Sou um jogador que quero jogar. Não gosto de ficar no banco. Eu só fiquei chateado com a reserva, mas continuo trabalhando, esperando uma oportunidade." O atacante disse que não foi a primeira vez na sua carreira que entrou no segundo tempo e marcou dois gols. "Uma vez no São Paulo, na época do Carpegiani, contra a Matonense, eu entrei faltando 15 minutos e marquei dois gols. Mas o placar foi 4 a 0. Neste domingo, foi bem diferente. Era uma decisão", disse o jogador, ressaltando que desta vez era uma decisão e o jogo não estava definido. Contra o The Strongest, Warley até tem a expectativa de jogar porque há a possibilidade de os jogadores do meio e do ataque serem poupados na partida - são as posições que mais se desgastam. Nesse caso, abriria a possibilidade de Warley ser aproveitado, principalmente caso Euller seja preservado para a segunda partida de decisão. O atacante perdeu a posição justamente com a recuperação do ex-atacante do Palmeiras, que se recuperou de contusão e não saiu mais da equipe desde a primeira partida contra o Santos, nas semifinais do Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.