Washington pode se firmar no Palmeiras

Após fazer dois gols na vitória por 3 a 1 do Palmeiras contra o Atlético-MG, o atacante Washington já sonha com um lugar na equipe. Se por duas vezes estava no local certo na hora certa durante a partida no Mineirão e acabou sendo decisivo anteontem, mesmo tendo entrado apenas no segundo tempo, o jogador pode se firmar graças a sorte. Com a suspensão de Gioino, com três cartões amarelos, sobrou lugar na frente na partida de quinta-feira diante do Flamengo. ?Azar de um pode ser a sorte de outros?, comentou Washington, depois da partida em Belo Horizonte. ?Quero ser talismã, mas como titular?, completou. A missão de virar o titular da camisa 9 não é das mais fáceis. Leão tem declarado que Gioino tem as características que ele espera de um atacante. ?Um homem de área, uma referência no ataque?, definiu-o o treinador. Washington briga pela vaga ainda com o garoto Claudio, das categorias de base e com apenas 16 anos, uma das esperanças palmeirenses a médio prazo. Warley segue enraizado no banco e é nome quase certo na lista de dispensas do ano que vem. A seu favor, Washington conta com o fato de ter marcado nove gols no Campeonato Brasileiro ? Gioino tem 7 ? e ter se mostrado essencial na última vitória. ?Minha expectativa é poder ter uma seqüência na equipe. Agora quero demonstrar meu valor e provar que posso ser titular no Palmeiras?, afirmou. Leão acredita que, em jogos em que o adversário não parte para o ataque, Gioino, que sabe segurar melhor a bola, se dá melhor que os outros centroavantes, que armam pouco e precisam receber a bola em condições de definir. Teoricamente, portanto, diante de um desesperado Flamengo, que precisa da vitória para não ser rebaixado, seria o momento certo para Washington brilhar de novo. O Palmeiras também não terá, nesta quinta, o volante Alceu, expulso contra o Atlético-MG. Deve entrar Roger. O time é o quinto colocado no Brasileiro, com 58 pontos, e tenta ganhar mais um lugar na tabela para, pelo menos, se classificar à fase preliminar da Copa Libertadores da América. No desembarque da equipe em São Paulo, o goleiro Marcos exigiu respeito ao Flamengo. ?A gente precisa ter muita atenção, não é por causa da má fase deles que vamos achar que as coisas vão ser mais fáceis?, disse.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2005 | 19h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.