Weggis comete gafes em saudações a brasileiros

Os brasileiros estão há mais de uma semana em Weggis sentindo o carinho da população. Os suíços fazem de tudo para agradar, são simpáticos e, sempre que podem, elogiam o País da América do Sul. Alguns jovens tiveram até aulas de português e o povo busca saber informações do Brasil. Mas não são perfeitos e acham que seus ilustres convidados falam espanhol. Com a melhor das intenções e muito boa vontade, algumas pessoas resolveram saudar os visitantes. Numa das ruas principais da cidade, que dá acesso ao estádio em que a seleção treina, uma grande faixa dá as boas-vindas aos brasileiros. Ou melhor diz a todos que sejam ?bienvenidos?. Uma simpática placa na rua do Park Hotel Weggis, onde a equipe de Carlos Alberto Parreira está concentrada, mostra ?Dios fue brasileiro?. Só estava certa no ?brasileiro?. O autor da placa é um alegre suíço chamado Kälin Peach, dono de um agradável bar. Ao ser avisado que havia escrito em espanhol e não em português, ficou decepcionado. ?Puxa, desculpem-me, não sabia?, lamentou. ?Foi um amigo de meu pai que me mandou o e-mail com a frase e me garantiu que era em português.??Essa placa está em espanhol, não??, perguntou a senhora Esther Schmitter, habitante de Weggis, que passava pela placa ao lado dos dois filhos, Robin e Fabian. ?Mas está errado? Vocês não falam espanhol no Brasil?? Quando foi informada pelo Portal Estadão de que o idioma dos brasileiros era português, dona Esther levou um susto. ?Oh, desculpe-me, não sabia.?O curioso é que o português é o quinto idioma mais falado na Suíça, atrás apenas do alemão, do francês, do inglês e do italiano. No país moram 40 mil brasileiros - dos quais apenas 10 mil são legais - e centenas de milhares de portugueses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.