Wellington Paulista deve ganhar a vaga de Roger na Ponte Preta contra o Palmeiras

Por excesso de cartões, Eduardo Baptista terá que trocar ataque

Estadão Conteúdo

17 Agosto 2016 | 18h39

O centroavante Wellington Paulista saiu na frente de Rhayner na disputa pela vaga no ataque da Ponte Preta para enfrentar o Palmeiras, neste domingo, às 16 horas, em São Paulo, pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele treinou como titular nesta quarta-feira e pode ser o substituto de Roger, suspenso com três cartões amarelos.

Esta deve ser a única mudança do time em relação à formação que venceu o Figueirense por 2 a 0, no sábado passado. Rhayner, que vinha de uma contusão muscular, voltou a treinar com bola só nestes treinos. O técnico Eduardo Baptista vai manter o mesmo esquema tático (4-4-3) com três volantes e utilizado com frequência na competição. O objetivo é manter a oitava posição, com 30 pontos.

O clima nos treinos é de tranquilidade. Pesa também o bom retrospecto da Ponte Preta no estádio Allianz Parque com duas vitórias em dois jogos no ano passado. Venceu pelo Campeonato Paulista e pelo Brasileirão pelo mesmo placar: 1 a 0. No primeiro turno, na segunda rodada, o time campineiro também ganhou do Palmeiras, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), por 2 a 1.

Na última terça-feira, o técnico Rogério Micale convocou os jogadores da seleção brasileira sub-20 para participar de dois amistosos contra a Inglaterra, na Europa, nos dias 1 e 4 de setembro. O volante Maycon está na lista e nesta quarta outro meia da Ponte Preta foi chamado: Matheus Jesus. "Pessoal me cumprimentou e na brincadeira eles deram aquele famoso conselho para não voltar cheio de pernas", comentou o atleta, de 18 anos, que passou pela base do Flamengo, mas está em Campinas há duas temporadas. É sua primeira convocação.

Para Maycon, a chamada foi encarada de modo mais natural. "É a chance de crescer dentro de campo e também fora dele, ganhando maturidade", disse o garoto de 19 anos, emprestado pelo Corinthians. "Devo muito ao Corinthians que me revelou e agora à Ponte preta que me deu a oportunidade de dar uma sequência de jogos dentro do Campeonato Brasileiro".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.