Wendel diz que Palmeiras pode bater qualquer adversário

Empolgado pela vitória no clássico com o Corinthians (3 a 0), o lateral-direito Wendel declarou nesta segunda-feira que o Palmeiras está pronto para enfrentar e superar qualquer adversário. Somado a vitória no último domingo, a equipe do Palestra Itália está invicta há apenas duas rodadas no Paulistão. Antes, havia ganho do São Caetano (2 a 1) - o resultado deu fim ao jejum de seis jogos sem triunfo no Estadual. ?A vitória num clássico dá confiança em dobro porque o normal em um jogo desse é o empate, já que as duas equipes têm grandes jogadores. Agora, depois de um bom resultado, temos a certeza que podemos vencer qualquer um?, declarou Wendel na Academia de Futebol. "Temos que comemorar bastante e aproveitar esse momento porque em clássico não tem favoritismo. Todo mundo ficou contente, os torcedores ficaram muito felizes e nos parabenizaram pela vitória?, acrescentou. Segundo o ala, a semana livre de jogos e o retiro na cidade de Águas de Lindóia, no interior de São Paulo, foram fundamentais para a vitória sobre os corintianos. ?Desde que o jogo começou já estávamos bastante confiantes. Mas ficamos mais tranqüilidade ao termos feito o primeiro gol logo no início [aos 17 minutos da etapa inicial] e irmos para o intervalo com dois gols de vantagem [Edmundo voltou a anotar aos 38]?, analisou. Depois de ter ganho do arqui-rival e assumir a oitava colocação no Paulistão, o time dirigido pelo treinador Caio Júnior foca as suas atenções no confronto com o Noroeste, na quarta-feira, no Palestra Itália. O Palmeiras precisa superar a equipe de Bauru para se aproximar do grupo que vai às semifinais - os palmeirenses somam 19 pontos, dois a menos que o adversário, que aparece no quarto posto.William e Florentín foraFora do clássico de domingo, o meia William e o atacante Florentín também desfalcam a equipe alviverde no jogo de quarta-feira. "As chances são mínimas. Eles foram avaliados hoje [segunda] e o Willliam continua com dores [nas costelas] e não sabemos quando será liberado", disse o médico Vinícius Martins. "O Florentín ainda está com a perna inchada e vamos tentar liberar para o trabalho físico na quarta", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.