Wendel não vê problema em atuar improvisado no Santos

Volante que aprendeu a jogar na ala está adaptado e não considera mais um obstáculo jogar na nova posição

Agencia Estado

28 de outubro de 2008 | 17h17

O polivalente Wendel chegou ao Santos em agosto contrariado. Sua intenção era permanecer no Palmeiras, time no qual despontou, mas a equipe preferiu o seu empréstimo. Além disso, o jogador estava sendo contratado como lateral-direito, posição que não é a sua de origem. No entanto, o volante que aprendeu a jogar na ala está adaptado ao novo clube e não considera mais um obstáculo jogar improvisado.Veja também:Molina comemora fase no Santos, mas não quer ser goleadorDê seu palpite no Bolão Vip do Limão "Eu já estou acostumado com esta situação. Isso começou no ano passado, no Palmeiras, com o técnico Caio Júnior, quando fui improvisado pela primeira vez. Não vejo problemas em atuar nestas posições, pois as considero parecidas", disse Wendel, que deve começar como titular na lateral-direita na próxima partida do Santos, contra o Sport, nesta quinta-feira, no Recife.O jogador, que estava suspenso na vitória sobre o Figueirense, no último sábado, também se beneficia da suspensão do volante Bida para permanecer na lateral. Pará, que disputa posição com Wendel na ala, deve atuar na meia. Para a partida contra o Sport, o possível titular santista cobra concentração do elenco. "No Recife, a torcida incentiva muito, além do Sport ter uma equipe muito boa. Precisamos entrar concentrados para conseguir somar pontos", assinalou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.