Wendel quer ficar no Palmeiras: 'São 12 anos de história no clube'

Wendel quer ficar no Palmeiras: 'São 12 anos de história no clube'

Volante deve ser um dos jogadores com contrato acabando e que não devem ficar na próxima temporada

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2014 | 07h04

O Palmeiras tem 11 jogadores com contrato que se encerram no fim da temporada e nenhum deles parece tão ansioso em permanecer no clube quanto Wendel. Afinal de contas, são 12 anos de contrato com o Alviverde, mas apesar de toda dedicação e vontade do lateral, ele dificilmente permanece para a próxima temporada. Chateado, pede para que sua história não seja esquecida.

"Quero ficar, claro. Recebi algumas propostas, mas a prioridade é total do Palmeiras. Tenho 12 anos de clube e uma identificação muito grande com o clube e com a torcida. Acredito que isso pode ser levado em consideração", disse, em entrevista exclusiva ao Estado, o volante de 33 anos e que neste período de vínculo com o Alviverde, já foi emprestado para Santos, Goiás, Atlético-PR, Barueri e Ponte Preta.

O jogador assegura que ouviu de gente do clube que o técnico Oswaldo de Oliveira gosta de seu trabalho, mas teme que a relação com o Palmeiras esteja chegando ao fim. "Me falaram que o Oswaldo gosta de mim como profissional, pela vontade e versatilidade que eu tenho", assegurou o volante.

Como não deve ficar, o jeito vai ser Wendel abrir negociações com outros clubes. Outros nove jogadores vivem situação idêntica a do volante, ou seja, têm contrato chegando ao fim e já se preparam para arrumar as malas e partir. O único que já tem destino certo é o volante Marcelo Oliveira. Ele já foi apresentado pelo Grêmio.

A lista dos liberados conta ainda com Victorino, Juninho, Washington, Wesley, Eguren, Bernardo, Bruno César e Diogo. O vínculo de Eguren, inclusive, se encerrou nesta segunda-feira. Ele deve voltar ao futebol uruguaio. Juninho é disputado por Botafogo, Grêmio e Ceará; Wesley vai para o São Paulo, Bernardo deve retornar ao Vasco, onde ainda tem contrato; Diogo está nos planos do Botafogo e do Joinville.

O único que tem contrato se encerrando em dezembro e ainda pode ficar é o atacante Henrique. O Mirassol, dono de seus direitos, pede R$ 6 milhões por 50% do jogador, por isso, a ideia da diretoria palmeirense é tentar um novo empréstimo. Mas antes, vai procurar no mercado um atacante que tenha mais qualidade e seja mais barato.

Veja a lista dos jogadores que não devem permanecer e seu futuro:

Victorino - Procura clubes

Juninho - Está nos planos de Botafogo, Grêmio e Ceará

Wendel - Procura clubes

Washington - Pode voltar para o Atlético-GO

Marcelo Oliveira - Foi para o Grêmio

Wesley - Vai para o São Paulo

Eguren - Nacional-URU tem interesse

Bernardo - Deve voltar ao Vasco, com quem tem contrato

Bruno César - Tem sondagens de clubes brasileiros

Diogo - Está nos planos do Joinville e do Botafogo

Henrique - Palmeiras pode tentar ficar com ele, mas o Flamengo e clubes da Europa estão de olho

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado da BolaPalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.