Jason Cairnduff/Reuters
Jason Cairnduff/Reuters

Wenger é indiciado após reclamar de árbitro em empate do Arsenal

Técnico ficou na bronca com a arbitragem em jogo contra o West Bromwich

Estadão Conteúdo

02 Janeiro 2018 | 14h42

A partida entre Arsenal e West Bromwich foi definitivamente para Arsène Wenger esquecer. Além do frustrante empate por 1 a 1, fora de casa, pelo Campeonato Inglês, o técnico francês foi indiciado nesta terça-feira pela Associação de Futebol (FA, na sigla em inglês) por ter reclamado exageradamente com o árbitro.

+ Neymar, Daniel Alves e Marcelo integram seleção do ano do 'L'Équipe'

+ Para defender Pogba, Mourinho ataca Scholes, ídolo do Manchester United

O Arsenal vencia o duelo quando, aos 42 minutos do segundo tempo, a bola bateu no braço do zagueiro Chambers depois de um cruzamento da esquerda de Gibbs. O árbitro marcou o pênalti e Wenger reclamou bastante do lance - convertido por Jay Rodríguez - durante e após a partida, já no vestiário. Acabou, assim, indiciado e tem até sexta-feira para se defender.

"O técnico Arsène Wenger, do Arsenal, foi indiciado após o jogo contra o West Bromwich no domingo", informou a FA nesta terça-feira. "Alega-se que sua linguagem e/ou comportamento com os árbitros no vestiário depois do jogo foi abusivo e/ou impróprio e/ou questionável à integridade do árbitro."

A confusão com o francês ocorreu justamente em uma partida histórica. No domingo, ele completou 811 jogos à frente do Arsenal pelo Campeonato Inglês, ultrapassou Alex Ferguson e se tornou o treinador que mais vezes esteve à beira do gramado na competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.