Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Werley pede Santos com postura ofensiva contra o Inter

Zagueiro defende esquema tático com cinco jogadores ofensivos

O Estado de S. Paulo

26 de junho de 2015 | 07h00

O Santos deve manter no Beira-Rio, em Porto Alegre, no domingo, a mesma formação ofensiva utilizada na última rodada do Campeonato Brasileiro. Para o zagueiro Werley, o time com um volante e cinco jogadores na criação não significa falta de preocupação defensiva, pois o bom posicionamento ajuda a evitar os ataques adversários.

Para enfrentar o Inter, a tendência é que o técnico Marcelo Fernandes repita a escalação com apenas um volante (Lucas Otávio), dois meias e três atacantes. "Independente de não ter a característica de marcação, a recomposição ajuda bastante. O que nós fizemos contra o Corinthians, foi o que nos levou ao título Paulista", disse nesta quinta-feira.

A postura contra a equipe gaúcha será importante para dar ao clube a primeira vitória como visitante no Brasileirão e ainda preparar o time para a próxima rodada, quando voltará a jogar fora de casa. Após o Inter, o compromisso na quinta-feira será contra o Fluminense. "Fora de casa é marcar bem e todos se ajudando como foi contra o Corinthians, porque se deixar de marcar, sobrecarrega", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCWerleyBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.