Divulgação
Divulgação

Wesley diz realizar sonho de infância ao acertar com o São Paulo

Quando era garoto, o volante revela que foi reprovado em 'peneira'

MARCIUS AZEVEDO, O Estado de S. Paulo

02 Março 2015 | 07h05

Confirmado como reforço do São Paulo no domingo, o meio-campista Wesley afirmou que defender o clube é realizar um sonho de infância. Em entrevista ao site oficial da equipe, o ex-palmeirense de 27 anos lembrou que foi dispensado em um teste que fez no time do Morumbi.

"Chegar ao São Paulo representa um passo muito grande na minha carreira. E estou realizando um sonho hoje, porque projetei a minha vida para que isso acontecesse. Quando eu era garoto, fiz um teste no São Paulo, mas não fiquei", afirmou Wesley. "Mas, agora, tenho a oportunidade de poder defender o clube e ajudar da melhor forma. Tenho certeza de que tudo dará certo", completou.

O São Paulo acertou com um pré-contrato com Wesley em setembro do ano passado, mas o acordo só foi oficializado no último domingo. O clube do Morumbi precisou aguardar o fim do vínculo do jogador com o Palmeiras, o que ocorreu apenas na última sexta-feira.

Como o time alviverde não liberou o meio-campista antes desta data, o São Paulo não poderá contar com o reforço de imediato. Wesley só poderá ser inscrito se o time avançar à segunda fase do Campeonato Paulista e ao mata-mata da Copa Libertadores.

Apesar de, por enquanto, não ter condições de entrar em campo, Wesley está bastante motivado. "Não faltarão vontade, humildade e disposição. Junto com os meus novos companheiros, vou lutar para conquistarmos coisas boas durante o ano. Darei o meu máximo dentro de campo para conquistar títulos", discursou.

O jogador, que assinou contrato até o final de 2018, está ciente de que só será possível colocar o seu nome na história do São Paulo com títulos. "Sou um cara que sonha, mas sei que as coisas só acontecem com trabalho e superação. O São Paulo tem uma camisa de tradição, história e, por isso, estou com disposição para fazer parte disso. Quero usar este manto e, ao lado dos meus companheiros, marcar o meu nome no clube", comentou.

"Sei que isso acontecerá com a conquista de títulos, porque é assim que os jogadores ficam marcados. E tenho certeza de que comigo não será diferente", finalizou.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Wesley

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.