Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

Wesley pede que árbitros respeitem jogadores dentro de campo

Segundo o meia do Palmeiras, juízes ofendem atletas durante as partidas e eles não podem retrucar

Daniel Batista, Agência Estado

25 de fevereiro de 2014 | 19h13

SÃO PAULO - Wesley não enfrentou o Botafogo, no domingo passado, em Ribeirão Preto, mas viu Bruno César ser expulso no segundo tempo da partida, após reclamar com o árbitro Robério Pereira Pires pela marcação de uma falta. O volante, que retorna ao time do Palmeiras nesta quinta-feira, após se recuperar de lesão, contou que não é difícil ver dentro de campo juízes ofendendo jogadores, que não podem retrucar.

"Muitas vezes, temos que engolir cada coisa...", alfinetou Wesley, ao comentar nesta terça-feira sobre arbitragem. "Passamos por cada situação e temos que ficar quietos para continuarmos no jogo. Se falarmos, complica mais ainda. Se tentarmos colocar alguma ideia para trocar, seremos os mais prejudicados", completou o jogador, um dos titulares do time do Palmeiras.

Ele garante que entende o propósito do tribunal, mas acha que deveria existir mais educação por parte dos árbitros dentro de campo. "O tribunal procura ser mais rigoroso e entendo isso, mas precisamos ter mais respeito, inclusive, da arbitragem. Que tenha mais respeito da parte deles e também da nossa parte com eles", pediu Wesley, que volta ao Palmeiras diante do São Bernardo na quinta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasWesley

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.