Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Weverton se diz livre de dores e projeta recorde no Palmeiras

Goleiro tranquiliza torcida sobre problema na coxa direita e mira marca de partidas seguidas sem levar gol

O Estado de S. Paulo

29 Agosto 2018 | 17h13

O goleiro Weverton, do Palmeiras, garantiu nesta quarta-feira que estará presente no jogo contra o Cerro Portãno, na quinta, pela Copa Libertadores. O jogador se recuperou de dores na coxa direita para estar apto a atuar e motivado a quebrar recordes. Se não levar gols da equipe paraguaia, ele acumulará dez partidas consecutivas sem ser vazado e vai se aproximar de marca histórica.

"A gente sabe que jogador de futebol, ainda mais no Brasil, com tanto jogo, difícil se recuperar 100% para ir sem dor nenhuma. Estou pronto para se o Felipão quiser me utilizar na quinta-feira. Não é nada que preocupe", disse Weverton, que sentiu o problema na coxa no domingo, durante o empate com o Inter, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro.

O goleiro soma nove jogos consecutivos sem levar gol e se aproxima da maior marca da história do clube. Zetti ficou 12 partidas sem ser vazado em 1987 e em entrevista ao Estado, elogiou Weverton e disse torcer pela marca ser quebrada. "Vi algo do que o Zetti falou. É alguém que admiro muito pela pessoa que é e pelo goleiro que foi. Sei que tem muito mérito por ter ficado tanto tempo sem sofrer gols, porque não é fácil", afirmou Weverton.

O titular do Palmeiras disse ter como motivação extra nas próximas partidas a chance de superar a marca de 31 anos atrás. "Lógico que ficarei muito feliz se isso acontecer, estou trabalhando para que essa marca possa vir ou que possa ficar muito mais", comentou. O último gol sofrido pelo clube foi na derrota por 1 a 0 para o Fluminense, há mais de um mês.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.