Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Willian admite que pênalti foi mal batido em empate do Palmeiras

Atacante desperdiça cobrança aos 45 minutos do primeiro tempo e Palmeiras fica no 0 a 0 contra o Atlético-MG

O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2017 | 18h26

O Palmeiras ficou no empate sem gols com o Atlético-MG, neste domingo, no Allianz Parque, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, mas a história do jogo poderia ter sido construída de uma forma mais favorável ao clube paulista. Aos 45 minutos do primeiro tempo, o goleiro Victor defendeu um pênalti cobrado pelo atacante Willian, após Fred empurrar Edu Dracena dentro da área.

Este foi o segundo pênalti que Victor defendeu de Willian na carreira. Quando o atacante atuava pelo Cruzeiro, em 2015, o goleiro defendeu a cobrança. Na ocasição, o jogo terminou por 1 a 1, no estádio do Mineirão.

"Eu não bati o pênalti bem. O Victor já me conhece muito bem. Eu errei um pênalti nele, pelo Cruzeiro, batendo no lado direito. Mas ele pegou de novo", lamentou o atacante.

Victor, por sua vez, procurou ressaltar as qualidades do adversário, e minimizou a importante defesa a favor do Atlético-MG. "Peguei um pênalti do Willian em 2015, no clássico mineiro, mas o Willian é um cobrador muito eficiente. Tive a felicidade de pular no canto certo e pegar o pênalti", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.