Willian é aposta do Cruzeiro para encarar São Paulo nas oitavas da Libertadores

O Cruzeiro subiu de produção no último jogo da fase de grupos da Copa Libertadores. E um dos responsáveis é o atacante Willian. Depois que se recuperou de dores no púbis - incômodo que o fez ficar um mês sem atuar - Willian disputou cinco partidas pela equipe. No decorrer desses jogos, o atacante mostrou estar 100% fisicamente e tornou-se uma das peças fundamentais do esquema de Marcelo Oliveira.

Estadão Conteúdo

25 de abril de 2015 | 20h00

Na última terça-feira, o atleta fez uma bela exibição diante do Universitario Sucre, no Mineirão, e foi o autor do primeiro gol da vitória sobre os bolivianos, por 2 a 0. Na visão do jogador, a entrega da equipe nesse combate e a consequente classificação para a próxima fase da Copa Libertadores fortalecerão ainda mais o time para a sequência da competição.

"Nosso time segue vivo e com muita força. Fico muito feliz pelo gol, pela atuação dos meus companheiros e pela superação, que, para mim, foi fundamental para a vitória, até pela sequência que a gente vinha tendo. Nesse curto tempo de descanso a gente conseguiu ter um bom desempenho e concretizar essa classificação, que foi bem merecida", avaliou o jogador.

Agora, nas oitavas de final do torneio internacional, o Cruzeiro enfrentará o São Paulo. O primeiro duelo acontecerá no dia 6 de maio, às 22h, no Morumbi. Sobre esse clássico do futebol brasileiro, Willian destacou a qualidade e o histórico das duas equipes, mas afirmou que confia na conquista de uma vaga na etapa seguinte da Copa.

"Será um jogão. Eles têm uma equipe de muita qualidade e de muita história, assim como o Cruzeiro, que chega muito forte. O São Paulo tem qualidade e demonstrou isso contra o Corinthians. Serão dois belos jogos. São duas excelentes equipes e espero que o Cruzeiro consiga fazer boas partidas. Temos que desempenhar o nosso melhor para fazer um bom jogo no Morumbi", concluiu o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroWillianLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.