Javier Etxezarreta / EFE
Javier Etxezarreta / EFE

Willian José perde pênalti, mas Real Sociedad bate o Granada e mantém liderança

Monreal e Oyarzábal marcaram para o time do País Basco na vitória por 2 a 0

Redação, Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2020 | 16h38

A Real Sociedad segue perfeita no Campeonato Espanhol. Neste domingo, superou o Granada em San Sebastian e garantiu a liderança por mais uma rodada. O centroavante brasileiro Willian José ainda chegou a desperdiçar um pênalti na vitória por 2 a 0.

Foi a quinta vitória seguida da equipe do País Basco na competição. Oyarzabal, autor de um dos gols, de pênalti, foi destaque ao lado de Januzaj e do experiente David Silva. Willian José pouco fez e ainda falhou no pênalti.

Jogando em casa, a Real Sociedad precisou de apenas 27 minutos para definir mais uma vitória no Espanhol. Monreal abriu o marcador aos 22 e Oyarzabal ampliou. Cinco minutos mais tarde. Willian José falhou em uma penalidade no minuto final da etapa. No fim do jogo, o Granada também errou um pênalti.

O duelo foi marcado por enorme polêmica. Com muitos jogadores infectados pela covid-19, o time andaluz queria adiar o compromisso. Mas não conseguiu autorização das autoridades de futebol espanholas. Acabou utilizando muitos jovens de suas categorias de base para entrar em campo. Apenas nove jogadores profissionais estavam relacionados para a partida.

Com os 2 a 0, a Real Sociedad chega aos 20 pontos em nove rodadas, dois a mais que o Villarreal, que mais cedo fez 3 a 1 no Getafe e figura em segundo.

O jogo da Real Sociedad pode ter seu placar mudado nos tribunais. Pelo regulamento, uma equipe não pode ter menos que cinco atletas do time profissional em campo. O Granada ficou com quatro quando restavam 14 minutos após Molina ser substituído.

A vitória seria declarada por W.O. e com placar de 3 a 0 para a Real Sociedad, o que significaria apenas um gol a mais no saldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.