Fayez Nureldine / AFP
Fayez Nureldine / AFP

Willian lamenta pênalti perdido por Gabriel Jesus e má fase da seleção brasileira

Equipe de Tite foi derrotada por 1 a 0 pela Argentina em Riad, na Arábia Saudita

Redação, Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2019 | 17h17

Escalado como titular da seleção brasileira e depois sacado para a entrada do jovem Rodrygo na etapa final do amistoso em que o time comandado por Tite foi derrotado por 1 a 0 pela Argentina, nesta sexta-feira, em Riad, na Arábia Saudita, o atacante Willian lamentou o pênalti perdido por Gabriel Jesus e também não escondeu a sua decepção pela má fase vivida pela equipe nacional.

Após a conquista do título da Copa América, em julho, o Brasil agora contabiliza três empates (com Colômbia, Senegal e Nigéria) e duas derrotas (para Peru e Argentina) em cinco partidas disputadas. E o futebol apresentado em todos estes amistosos foi ruim ou abaixo do esperado.

"É difícil, realmente. Os resultados não estão vindo. Não é falta de empenho ou trabalho. No começo do jogo, fomos bem, mas não concluímos em gol o pênalti que tivemos e eles (argentinos) conseguiram. Tentamos, mas não conseguimos. É sempre difícil jogar com a Argentina. Vamos continuar trabalhando para retomar os resultados", afirmou Willian, ainda no gramado do Estádio Universitário Rei Saud, em entrevista à TV Globo.

Depois desta derrota, a seleção brasileira fechará a sua temporada na próxima terça-feira, quando enfrentará a Coreia do Sul, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes, em seu último compromisso antes do início das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que começam em março de 2020. E o atleta do Chelsea exaltou a importância de a equipe nacional se manter empenhada para espantar a má fase a partir deste próximo desafio.

"Temos que seguir trabalhando, temos jogadores com muita qualidade. É um momento de reformulação e precisamos seguir confiando. Só assim vamos conseguir os resultados positivos novamente. Temos de ver o que está faltando, o que estamos errando, para que possamos melhorar nos próximos jogos", completou Willian.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.