Willians pede desculpas e volta ao time do Flamengo

Durou menos de dois dias o afastamento de Willians no Flamengo. Nesta sexta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo anunciou o perdão ao volante, que volta à equipe para o jogo do próximo domingo, contra o Bahia, em Salvador, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

AE, Agência Estado

27 de maio de 2011 | 19h22

No treinamento de quarta-feira à tarde, o jogador agrediu Negueba com uma cotovelada na cara quando o jovem tentava aplicar-lhe um drible. Horas depois, a diretoria anunciava que Willians seria multado e afastado do jogo contra o Bahia. Nesta sexta-feira, Luxemburgo anunciou que voltava atrás da punição.

"Tive uma conversa com Negueba diante do grupo para saber o que ele achava da situação. Fiquei sabendo que houve um telefonema do Willians para o pai e a mãe do Negueba para pedir desculpas. Não posso punir o Flamengo. Se já houve esse entendimento, não vou prejudicar o clube. Vou falar com o Isaías (Tinoco, gerente de futebol) para ele ser reintegrado e jogar contra o Bahia", disse o treinador.

Luxemburgo, porém, se assegurou de que não deixaria no ar um sentimento de impunidade. "É inaceitável o que o Willians fez. Imagina se é num jogo de decisão? Seria prejuízo grande. O Flamengo não vai permitir essa situação de jeito nenhum. Foi lamentável. O próximo problema será encaminhado para a presidência", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.