Xavi diz que EUA não têm nada a perder contra Espanha

O meia espanhol Xavi disse que os Estados Unidos não têm nada a perder na partida semifinal da Copa das Confederações, na quarta-feira, entre as duas equipes.

MARK GLEESON, REUTERS

23 de junho de 2009 | 16h41

O jogador do Barcelona alertou contra qualquer possibilidade de uma partida fácil para os atuais campeões europeus, dizendo que "talvez haja mais pressão na Espanha do que nos EUA".

"Tenho visto o forte time que os norte-americanos têm se transformado... e quando o vencemos por 1 x 0 em um amistoso no ano passado eles foram adversários difíceis", disse Xavi em coletiva de imprensa nesta terça-feira.

"Eles serão um rival muito competitivo. Podemos ser os favoritos, mas eles não serão um oponente fácil de ser derrotado. Se a Espanha é a favorita, então os EUA realmente não têm nada a perder".

A Espanha, que bateu o recorde mundial de 15 vitórias seguidas ao derrotar a anfitriã África do Sul no sábado, se classificou para as semifinais ao vencer o Iraque e a Nova Zelândia em seu grupo.

"Não acreditamos que somos tão superiores aos EUA", disse o técnico Vicente del Bosque. "Tivemos muito trabalho para passar em um grupo supostamente fraco".

Na quinta-feira, em Johanesburgo, acontece a outra partida semifinal, entre Brasil e África do Sul. A final é no domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCONFEDERACOESXAVI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.