Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Xavi diz que treinar Barcelona seria 'um sonho', mas garante foco no Al-Sadd

Nome do ídolo catalão ganhou força como possível substituto de Ernesto Valverde

Redação, Estadão Conteúdo

12 de janeiro de 2020 | 15h22

Especulado no Barcelona, Xavi Hernández falou sobre a possibilidade de treinar o clube do qual é ídolo. O ex-meia disse que seria um sonho treinar a equipe catalã, mas garantiu que está focado em seu time, o Al-Sadd, do Catar, que recentemente disputou o Mundial de Clubes da Fifa.

"Eu não escondo meu sonho de treinar o Barcelona um dia. Eu adoraria ser técnico do Barcelona. Eu busco isso e é meu sonho, mas, no momento, meu foco está no Al-Sadd", disse Xavi em entrevista coletiva de imprensa após o seu time golear o Al-Rayyan por 4 a 1 e avançar à final da Copa do Catar.

"Estou concentrado no Al-Sadd. Respeito o Barcelona, respeito (Ernesto) Valverde e respeito meu clube. Estou fazendo meu trabalho aqui, dando o meu melhor, concentrado nas semifinais, jogaremos a final e estou muito feliz", destacou o ex-jogador.

O nome de Xavi no Barcelona começou a ganhar força à medida em que Ernesto Valverde passou a ser pressionado no cargo. A pressão em cima do atual técnico do time catalão se intensificou após derrota por 3 a 2 para o Atlético de Madrid e a consequente eliminação na Supercopa da Espanha.

Xavi disse que se reuniu recentemente com o francês Eric Abidal, dirigente do Barcelona. Os dois são amigos e, segundo o espanhol, o encontro não tem relação com a possibilidade de ele treinar a equipe.

Por outro lado, o diretor esportivo do Al-Sadd, Muhammad Ghulam Al Balushi, confirmou que o Barcelona mantém conversas com o clube catari para trazer Xavi. Em campo, o ex-meia construiu uma trajetória vitoriosa no time catalão e ganhou status de lenda na equipe que o revelou para o futebol e na qual ele permaneceu por 18 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Barcelona [Futbol Club Barcelona]Xavi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.