Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

Xavi Hernández anuncia que vai se aposentar e iniciar carreira como treinador

Volante de 39 anos está atuando no futebol do Catar há quatro anos, desde que deixou o Barcelona

Redação, Estadão Conteúdo

02 de maio de 2019 | 13h14

O meia espanhol Xavi Hernández, de 39 anos, ex-jogador do Barcelona e atualmente no Al Sadd, do Catar, anunciou nesta quinta-feira que vai "pendurar as chuteiras" no final desta temporada no país do Oriente Médio e iniciar a carreira de treinador.

"É um privilégio poder jogar futebol até aos 39 anos e gostaria de terminar esta temporada com a conquista da taça (no Catar) e a qualificação para a próxima fase da Liga dos Campeões asiática. É a minha última temporada como jogador, mas estou ansioso para ver o que me espera o futuro como treinador", afirmou o meia, que atuou 133 vezes pela seleção da Espanha (13 gols), em uma carta aberta.

Um dos grandes jogadores do Barcelona e do futebol mundial, com mais de 500 jogos e quatro Ligas dos Campeões da Europa conquistadas, Xavi explicou ainda que se enquadra na filosofia de jogo do holandês Johan Cruyff e da academia de formação dos catalães, na qual se formou e se tornou profissional.

Depois de jogar pelo Barcedona entre 1998 e 2015, Xavi mudou-se para o Qatar, onde se sagrou campeão neste ano, em uma equipe orientada pelo técnico português Jesualdo Ferreira, naquele que considera ter sido "um final perfeito para a carreira no Catar".

Terceiro colocado na lista de votações da Bola de Ouro em 2009, 2010 e 2011, Xavi foi um dos jogadores essenciais para que a Espanha vencesse três torneios internacionais seguidos: Eurocopa de 2008 (Áustria e Suíça como sedes), Copa do Mundo de 2010 (África do Sul) e Eurocopa de 2012 (Polônia e Ucrânia).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.