Guatau Nacarino / Reuters
Guatau Nacarino / Reuters

Xavi ratifica intenção de aposentadoria e início da carreira de técnico no Catar

Ex-meia diz que ainda não se vê como treinador do Barcelona por falta de preparo

Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2018 | 09h46

Xavi Hernández ratificou a sua intenção de encerrar a carreira no final desta temporada e iniciar a carreira de técnico. "Vai ser o meu último ano, em janeiro vou completar 39 anos e acho que é hora de dizer adeus", disse o meia espanhol em entrevista à rádio espanhola Cadena SER na noite de quinta-feira.

O lendário jogador do Barcelona atua desde a temporada 2015/2016 no Al Sadd, do Catar, equipe na qual pretende começar a nova carreira. Embora nunca tenha escondido a sua intenção de dirigir o Barcelona, Xavi descartou a possibilidade de assumir este cargo em um curto prazo.

"A ideia é começar aqui no Catar para ganhar experiência, para me provar, é uma nova etapa em que começo do zero", explicou o jogador, que iniciou nas categorias de base do Barcelona em 1991 e teve grande desempenho também pela seleção espanhola, onde foi campeão da Copa do Mundo em 2010, na África do Sul.

"Todo o mundo me vê como treinador do Barcelona no futuro, mas eu ainda não me vejo. Para treinar o Barça você tem que estar muito preparado e eu sinceramente ainda não me sinto assim", acrescentou.

De 1998 a 2015, Xavi disputou 767 partidas pelo tradicional time catalão e marcou 84 gols. Pela seleção da Espanha, de 2000 a 2014, o meia atuou 133 vezes, com 13 gols marcados.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.