Xavi vê Messi como 'claro favorito' ao prêmio Bola de Ouro: 'É o melhor em tudo'

Três vezes finalistas do prêmio Bola de Ouro da Fifa, Xavi Hernández está convencido de que Lionel Messi será eleito o melhor jogador do mundo em 2015. Em entrevista ao site oficial da entidade que controla o futebol mundial, o ex-jogador do Barcelona e hoje atleta do Al Sadd, do Catar, exaltou o grande momento vivido pelo argentino no Barcelona, pelo qual fechou a temporada passada do futebol europeu com os títulos da Liga dos Campeões, do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei.

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2015 | 11h01

Messi concorre com Neymar, que também vem brilhando de forma intensa pelo Barça, e com Cristiano Ronaldo, vencedor das duas últimas edições da Bola de Ouro e ganhador da premiação também em 2008. Mas, apesar dos concorrentes de peso, Xavi vê o argentino como grande favorito a ser eleito pela quinta vez em sua carreira o melhor jogador do mundo - também faturou a honraria em 2009, 2010, 2011 e 2012.

"Eu acredito que agora Leo (Lionel Messi) é o claro favorito, e ele merece por tudo o que conseguiu no Barcelona. Para mim não há comparação. Ele domina todas as facetas do jogo. É o melhor em tudo e vai mostrando isso a cada partida. Merece a Bola de Ouro", ressaltou Xavi, que ficou entre os três melhores jogadores do mundo em 2009, 2010 e 2011 e foi eleito para a equipe ideal da Fifa durante seis anos seguidos.

"Foi uma maravilha ser nomeado por tantos anos à Bola de Ouro. Realmente é espetacular. Você se sente realizado, todo mundo te dá os parabéns. É ótimo estar lá", lembrou o meio-campista, que foi campeão do mundo pela Espanha em 2010 e também conquistou as Eurocopas de 2008 e 2012, além de ter acumulado inúmeros títulos pelo Barça.

Com a camisa do time espanhol, por sua vez, o craque espanhol foi finalista da Bola de Ouro da Fifa em 2010 em uma disputa que teve como outros dois concorrentes Messi e Iniesta. "Foi algo histórico para mim, para o Barcelona, e para toda essa filosofia de trabalho do clube", afirmou Xavi.

O astro, por sua vez, ressaltou que "Cristiano Ronaldo e Messi ainda estão acima" dos demais jogadores do mundo, mas ele reconhece que agora os dois encaram uma concorrência mais acirrada. "Podem se unir a eles agora outros jogadores como Neymar e Luis Suárez", afirmou, lembrando também do atacante uruguaio que vem formando um trio ofensivo infernal com Neymar e Messi. Suárez, por sinal, chegou a ser cotado como finalista desta próxima edição da Bola de Ouro, mas acabou vendo o astro português do Real Madrid ficar novamente entre os finalistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.