Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Xavier evita críticas a Coelho e se espelha em Ralf para 'vencer' no Corinthians

Volante afirma que treinador interino não explicou perda da titularidade nem quando deu oportunidade

Redação, Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2020 | 20h41

Em sua primeira entrevista como jogador profissional do Corinthians, o volante Xavier demonstrou, nesta sexta-feira, muita maturidade e não quis polemizar o fato de ter perdido a posição de titular no período em que Dyego Coelho comandou a equipe interinamente.

"Ali não foi explicado (perda da titularidade) porque o jogador tem de entender a opção do treinador sempre. Não foi explicado quando me colocou e não explicou quando tirou. Opção dele. Tem de ser respeitado e entendido. Procurar evoluir e melhorar para ajudar o Corinthians independentemente da opção do técnico", disse o jogador, titular em cinco jogos. Vale lembrar que Xavier foi lançado no time principal por Coelho.

Já com a relação com Vagner Mancini, técnico nos três últimos jogos, Xavier revelou o estilo do novo comandante. "A relação com Vagner é muito boa. É um cara parceiro, trabalhador, quer realmente ajudar todos que estão aqui. Principalmente o Corinthians. Ele traz o jogador para o lado dele, dá abertura para conversar, chama o jogador para si, dá confiança e tira dúvidas. Parceria com todos os jogadores. Estou gostando muito do trabalho dele."

O garoto espera ter no Corinthians o mesmo sucesso que um de seus ídolos, o também volante Ralf, teve no Parque São Jorge. Ele falou da idolatria pelo jogador que ganhou vários títulos no clube, inclusive a Libertadores e o Mundial. "Tudo que já fez de bom pelo Corinthians. Seguir os passos dele. Tivemos pouco contato. Subi esse ano e ele não estava. Quando eu treinei e fiz amistoso, não tirava o olho dele. Tratou todos bem. Me espelhei ainda mais."

Nesta sexta-feira, Xavier treinou com o resto do elenco na preparação para o jogo de volta pelas oitavas de final da Copa do Brasil contra o América-MG, quarta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, em Itaquera.

Mancini não poderá contar com quatro jogadores: Fábio Santos (já atuou no torneio pelo Atlético-MG); Otero (já atuou pelo Atlético-MG), Gustavo Mantuan (na seleção sub-20) e Gustavo Mosquito (já atuou pelo Paraná).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.