XV bate Guarani nos pênaltis e é campeão da Série A2

Com a volta ao Campeonato Paulista de 2012 garantida após 15 anos de ausência, o XV de Piracicaba conquistou o título da Série A-2, neste sábado, no estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba. Atrás do marcador durante boa parte da partida, a equipe da casa, apoiada por mais de 18 mil pessoas, conseguiu encerrar um jejum de 16 anos sem levantar um título - empatou com o Guarani, no tempo normal, por 2 a 2, mas venceu nos pênaltis por 4 a 2.

AE, Agência Estado

07 de maio de 2011 | 22h17

Um dos grandes destaques da decisão foi o goleiro Wanderson, que defendeu duas penalidades para os quinzistas. A última vez que o XV havia conquistado um caneco foi em 1995, quando sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro da Série C. A equipe sagrou-se campeão da divisão pela quinta vez (1947, 1948, 1967, 1983 e 2010).

A solenidade de entrega de medalhas e troféus aconteceu após o jogo dentro do gramado. O campeão faturou um prêmio de R$ 100 mil e o vice levou para casa metade: R$ 50 mil. Da renda, superior a R$ 300 mil, deve sobrar perto de R$ 220 mil líquido e este valor será dividido em duas partes. O XV, campeão, fica com 60%, algo em torno de R$ 130 mil, enquanto o Guarani, vice-campeão, leva perto de R$ 50 mil.

O Guarani começou a partida melhor e abriu o placar logo aos sete minutos, em um gol de falta de Rodrigo Paulista, que foi expulso 14 minutos depois. Com um a mais, o time da casa conseguiu o empate com Adilson, aos 33, em chute de fora da área. Porém, antes do intervalo, os visitantes voltaram a ficar na frente com gol de Marcos Denner.

No segundo tempo, o time piracicabano foi para cima e parou na boa atuação do goleiro Emerson, que fez pelo menos três grandes defesas. Aos 31 minutos, porém, o time da casa conseguiu marcar. Em contra-ataque, Paulinho bateu forte, o goleiro Emerson deu rebote e Adilson, de cabeça, tocou para o fundo do gol.

Com o empate no tempo normal, a partida foi para a prorrogação. Nos dois tempos de 15 minutos, apenas o XV de Piracicaba teve uma chance gol. Paulinho passou por dois marcadores e bateu rasteiro, tirando tinta do poste de Emerson. Na disputa de pênaltis, Dadá e Carlinhos perderam pênaltis para o Guarani, enquanto que Paulinho desperdiçou para o time da casa. E a eufórica torcida piracicabana soltou o grito de "é campeão!".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.