Reprodução/TV Tem
Reprodução/TV Tem

XV de Jaú e União São João confirmam desistência do Estadual

Clubes argumentaram que não teriam recursos para montar elenco e comissão técnica capazes de competirem na Segunda Divisão

Estadão Conteúdo

05 de fevereiro de 2015 | 18h49

Dois dos principais representantes do futebol do interior oficializaram nesta quinta-feira as suas desistências da disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão - equivalente à quarta divisão estadual. Alegando problemas financeiros, XV de Jaú e União São João, de Araras (SP), decidiram fechar as portas na temporada de 2015.

Visivelmente abatidos, dirigentes dos dois clubes evitam comentar sobre o estado de penúria atual. O presidente quinzeano, Laércio Carneiro, falou sobre o pedido de licença apenas através de uma nota divulgada pela assessoria de comunicação. "Foi uma decisão difícil, complicada, porém muito bem pensada e estudada para não aumentarmos as dívidas. É importante ressaltar que o XV de Jaú pediu licença de disputar o campeonato e não licença da Federação Paulista de Futebol", completou, dando a esperança de um retorno para breve.

Com um site oficial completamente desatualizado, o União São João sequer noticiou as explicações de seus dirigentes. O clube apenas divulgou uma extensa nota oficial através de sua página no Facebook. E também deixou no ar a possibilidade de retorno.

"Lamentamos, mas esta é a nossa triste realidade. Pedimos desculpas a todos aqueles parceiros que ao longo de nossa trajetória estiveram junto conosco em todos os momentos de alegria e de tristeza, a imprensa (rádio, jornal, TV, internet, etc.), as nossas autoridades, ao povo de Araras e, principalmente, aos nossos torcedores. Até breve, União São João de Araras", publicou o clube.

PROBLEMAS

O ponto comum para a desistência dos dois clubes foi a falta de dinheiro. Ambos argumentaram que não teriam recursos para montar elenco e comissão técnica capazes de competirem na Segunda Divisão neste ano.

O XV de Jaú também foi impedido por um problema jurídico. O clube de 90 anos está suspenso pela FPF por conta de uma dívida de R$ 110 mil com a entidade e também por não ter publicado o balanço financeiro referente a 2013. Já o União São João está com o estádio Hermínio Ometto em obras e não conseguirá entregar os laudos de vistoria dentro do prazo estipulado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.