XV de Piracicaba perde para São Bento e fica perto do descenso no Paulistão

Depois de sete jogos sem vitória, o São Bento desencantou e venceu o XV de Piracicaba, por 2 a 1, de virada, neste sábado à noite, no Estádio Barão da Serra Negra, pela 11.ª rodada do Paulistão. Os dois gols do time de Sorocaba foram marcados nos acréscimos do primeiro tempo, aos 46 e aos 49 minutos. O São Bento não vencia desde 7 de fevereiro, quando bateu, em casa, o lanterna Marília, por 3 a 0.

Estadão Conteúdo

21 Março 2015 | 20h53

Este resultado trouxe um alívio ao São Bento na sua luta contra o rebaixamento. O time tem agora 13 pontos, em quarto lugar do Grupo B e em 11.º na classificação geral. De outro lado, o XV sofreu sua segunda derrota consecutiva, porque tinha caído diante do Palmeiras, por 1 a 0, em São Paulo, e continua com 10 pontos, em quatro lugar do Grupo D e na 16.ª posição geral, perto da zona de descenso.

Antes mesmo de o jogo começar, os dois times sabiam que as condições do gramado seriam péssimas, depois de tanta chuva que caiu na cidade de Piracicaba durante todo o dia. O XV, que esperava contar com o apoio de sua torcida em peso, também se frustrou. Mas quem aproveitou melhor as condições do campo, mesmo assim, foi o XV, que numa jogada bonita abriu o placar, aos sete minutos. Ednei fez o levantamento para Roni, dentro da área. Ele matou a bola no peito e bateu no canto direito do goleiro Henal.

Depois de obter a vantagem, o time da casa foi aos poucos recuando, cedendo à pressão e à disposição do São Bento. O castigo para os anfitriões aconteceu só nos acréscimos. Aos 46 minutos, Marcelo Cordeiro fez o levantamento pelo lado esquerdo. O experiente goleiro Roberto tentou segurar a bola no alto. Como a bola estava lisa, ela caiu no chão e sobrou para Diego Barbosa, na pequena área, apenas empurrar para as redes.

Se naquela altura o empate já era lamentado, o pior aconteceu aos 49 minutos. Numa falta na frente da grande área, Alex Reinaldo bateu de curva pelo lado da barreira. A bola quicou e atrapalhou a defesa de Roberto: 2 a 1. Revertida a vantagem, o time sorocabano voltou para o segundo tempo para se defender, na esperança de "matar" o jogo numa bola. Até sofreu uma pressão, mas não tão forte como desejava o torcedor da casa. Aos 11 minutos, Paulinho entrou na área pelo lado direito e bateu forte e rasteiro, mas Henal mergulhou no canto esquerdo e mandou para escanteio.

O técnico Toninho Cecílio tentou ganhar mais força ofensiva com as entradas de Chico e David Batista, respectivamente, nos lugares de Bruninho e Diego Silva, que tiveram fracas atuações. De outro lado, Paulo Roberto Santos foi reforçando seu sistema defensivo com as entradas dos zagueiros Xandão e Bruno Ré.

Apesar do maior volume de jogo, o desespero foi maior do que a pontaria do jogadores do XV, que amargaram uma nova derrota - a sétima em 11 jogos. O time da casa ainda criou duas boas chances. Aos 29 minutos, numa cabeçada de Fernandes espalmada por Henal, e aos 31 minutos, quando Chico apareceu na frente da pequena área e chutou prensado pela defesa. Nos últimos minutos, Marcelo Cordeiro foi expulso e deixou o São Bento com um jogador a menos.

Na terça-feira, às 19h30, pela 12.ª rodada, o XV de Piracicaba joga fora contra o Rio Claro, enquanto na quinta-feira o São Bento recebe o ameaçado Bragantino, às 19h30.

FICHA TÉCNICA

XV DE PIRACICABA 1 X 2 SÃO BENTO

XV DE PIRACICABA - Roberto; Ednei (Henrique), Leonardo Luiz, Airton e Fernandes; Renan, Vander, Diego Silva (David Batista) e Bruninho (Chico); Paulinho e Roni. Técnico - Toninho Cecílio.

SÃO BENTO - Henal; Alex Reinaldo, Wanderson, João Paulo e Marcelo Cordeiro; Éder, Serginho Catarinense, Éder Loko (Xandão) e

Giovanni (Bruno Ré); Diego Barboza e Romário (Danilo Alves). Técnico - Paulo Roberto Santos.

GOLS - Roni, aos sete, Diego Barboza, aos 46, e Alex Reinaldo, aos 49 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues Guerra.

CARTÕES AMARELOS - Roberto, Bruninho e Paulinho (XV); Éder e Marcelo Cordeiro (São Bento).

CARTÃO VERMELHO - Marcelo Cordeiro (São Bento).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.