Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Yago Pikachu acredita na força de São Januário para avançar na Copa do Brasil

Lateral-direito confia que o time carioca consiga reverter a vantagem de 3 a 0 obtida pelos baianos no primeiro jogo em Salvador

Estadão Conteúdo

03 Julho 2018 | 23h10

O lateral-direito Yago Pikachu acredita na força do estádio de São Januário para o Vasco fazer, no mínimo, quatro gols de diferença no Bahia e se classificar às quartas de final da Copa do Brasil. No jogo de ida, 3 a 0 para os baianos. A volta será no Rio de Janeiro, no próximo dia 16.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

"A desvantagem é bem considerável. O Bahia realmente fez um grande resultado atuando em casa, mas estamos confiantes e acreditando que é possível reverter aquele placar de 3 a 0. Fomos bem nos últimos jogos que fizemos em São Januário. Acredito que a nossa torcida irá abraçar essa causa e nos empurrar para a virada, que seria algo histórico", afirmou o jogador, que é um dos artilheiros da equipe na temporada, atuando como meia.

O Vasco faz a intertemporada do Vasco no CT de Pinheiral, no interior do Rio de Janeiro. Yago Pikachu elogiou o trabalho que vem sendo executado pelo técnico Jorginho, que chegou nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro antes da parada para a Copa do Mundo da Rússia e não esteve na derrota para o Bahia, no dia 9 de maio.

"Esse tempo está sendo maravilhoso para todo mundo. O Jorginho conhece poucos jogadores que estão aqui. Ele passou pelo clube nas temporadas de 2015 e 2016, mas não são muitos os jogadores que aqui estavam naquele período. Essa parada tem sido importante para ele conhecer a característica de cada um e definir o estilo de jogo, a formação que pretende utilizar no nosso time", salientou o paraense.

Para Yago Pikachu, o fato de o treinador ter sido jogador facilita o contato e o diálogo com o elenco vascaíno. "O Jorginho está sempre nos incentivando e vejo isso como algo muito importante. Sempre que estamos cansados e o treinamento está chegando ao fim, ele fala da importância de não abaixarmos a cabeça, de seguirmos lutando, demonstrando toda a nossa força de vontade. Como ele foi jogador, às vezes até faz trabalhos conosco para nos motivar ainda mais. Isso é um lado muito positivo", disse o camisa 22.

Depois de encarar o jogo da volta contra o time tricolor baiano pela Copa do Brasil, o Vasco disputa o clássico contra o Fluminense no dia 19, também no estádio de São Januário, pela 13.ª rodada do Brasileirão. O clube cruzmaltino é o 11.º colocado da competição, com 15 pontos.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolVascoYago Pikachu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.