Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Yago Pikachu promete Vasco com postura diferente em reencontro com Racing

CLube brasileiro perdeu por 4 a 0 na partida de ida, no Estádio Presidente Perón

Estadão Conteúdo

25 de abril de 2018 | 14h14

A derrota do Vasco por 4 a 0 para o Racing, na semana passada, fora de casa, ainda repercute no clube. O duro resultado afundou o time na lanterna do Grupo E da Copa Libertadores, com apenas um ponto somado em três jogos, o complicou na briga por uma vaga nas oitavas de final e provocou críticas pela postura passiva. Na véspera de reencontrar a equipe argentina, o polivalente lateral Yago Pikachu prometeu que o Vasco terá comportamento bem diferente.

+ Desábato diz que goleada 'doeu muito', mas confia em resposta do Vasco

+ Em alta no Vasco, Ríos pede ajuda da torcida por reação na Libertadores

+  Tabela da Copa Libertadores 2018

"O Racing é uma equipe que possui jogadores fortes e rápidos. Mesmo precisando do resultado, não podemos nos expor muito. Se fizermos o nosso jogo, o gol vai sair naturalmente. Trabalhamos nesses dois dias visando esse jogo importante. O Zé fez algumas alterações, mas ainda não definiu ao time. A nossa postura tem que ser diferente do último jogo. Precisamos ditar o ritmo do jogo se quisermos vencer. É uma decisão. Só a vitória nos interessa", afirmou.

  O Vasco está em situação delicada na chave, liderada pelo Racing, com sete pontos, seguida pela Universidad do Chile, com cinco, e do Cruzeiro, com dois. Yago Pikachu garante não desanimar com a situação complicada e lembra o cântico da torcida de que o clube é o "time da virada" para acreditar na passagem às oitavas de final da Libertadores.

"Posso garantir que o nosso grupo vai dar o máximo dentro de campo para conquistar essa vitória e dar uma respirada na Libertadores. A torcida irá comparecer e espero que ela nos incentive do começo até o final. Já demonstramos que nosso time acredita até o fim, até a última bola. O Vasco é o time da virada e agora teremos três decisões, mas só iremos para as próximas se passarmos dessa primeira. É preciso dar um passo de cada vez", disse.

Se a fase do Vasco é irregular, com campanha ruim na Libertadores, mas bom começo no Brasileirão - somou quatro pontos nas duas primeiras rodadas -, a situação de Yago Pikachu é bem melhor, com a confiança do técnico Zé Ricardo e exaltado pelos torcedores. Ele celebra este momento e garante não se importar com a posição em que vai ser escalado - na lateral ou no meio.

"É um momento maravilhoso esse que estou passando individualmente. Tem sido um ano proveitoso para mim. Espero que essa boa fase possa durar ainda por muito tempo. Minha posição de origem é a lateral, mas o futebol de hoje pede versatilidade. É fundamental que o jogador saiba jogar em diversas posições. Estou me adaptando lá na frente e dando o meu máximo para conseguir corresponder quando o professor Zé Ricardo precisar", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.