Divulgação/Vasco
Divulgação/Vasco

Yago Pikachu volta a treinar e pode reforçar o Vasco contra Goiás

Lateral-direito havia sido desfalque por causa de lesão sofrida na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2020 | 15h34

O técnico Ramon Menezes pode ter um reforço importante no Vasco para a partida contra o Goiás, no estádio da Serrinha, em Goiânia, nesta quarta-feira, pela rodada de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O lateral-direito Yago Pikachu, um dos mais experientes do elenco, se recuperou de uma lesão na coxa direita e voltou a treinar com bola nesta terça, junto com os demais jogadores, em São Januário.

Yago Pikachu havia ficado fora da equipe depois de se lesionar na vitória do Vasco sobre o Sport por 2 a 0, em casa, na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro, no último dia 13. O lateral-direito foi desfalque nos triunfos sobre São Paulo e Ceará e no empate sem gols contra o Grêmio, no último domingo.

No período em que esteve ausente, Yago Pikachu foi substituído por Cayo Tenório e Cláudio Winck. Este acabou sendo a baixa do treinamento desta terça-feira por conta de uma lesão músculo posterior da coxa direita e sequer viajou com o time para Goiânia. Assim, caso Pikachu não possa jogar, Ramon Menezes escalará Cayo Tenório na lateral direita.

Na partida decisiva em Goiás, o Vasco precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar direito à quarta fase ou por um gol para levar a decisão da vaga para os pênaltis. No jogo de ida, no estádio de São Januário, o time carioca foi derrotado por 1 a 0, no dia 12 de março, ainda sob o comando do técnico Abel Braga.

RENOVAÇÃO 

O volante Juninho, de 19 anos, uma revelação das categorias de base, acertou nesta terça-feira a sua renovação de contrato com o Vasco. Seu novo vínculo com o clube alvinegro vai até 2023.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoYago Pikachu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.