Talita Gouvêa/CBF
Talita Gouvêa/CBF

Yasmin comemora primeira chance com Pia na seleção feminina: 'Esperei pelo meu momento'

Lateral vive expectativa de de estrear com a camisa do Brasil nos amistosos com a Argentina

Redação, Estadão Conteúdo

16 de setembro de 2021 | 12h43

A convocação da seleção brasileira feminina para os amistosos diante da Argentina é especial para Yasmin. De volta ao time nacional, a lateral-esquerda comemorou mais uma oportunidade, agora com a técnica sueca Pia Sundhage. Em entrevista coletiva, a defensora também relatou como lidou com a expectativa para reviver esse momento que durou quatro anos.

Em novembro de 2017, Yasmin ganhou a primeira e única oportunidade na seleção principal, pelo técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, para a disputa de dois amistosos contra o Chile. A tão sonhada estreia acabou não acontecendo e agora, quatro anos depois, espera enfim viver a sensação de atuar pelo Brasil.

Para lidar com a ansiedade, ela conta com velhas amigas de futebol, além das quatro companheiras de Corinthians, a defensora tem a companhia de colegas dos tempos de seleção sub-20, que assim como ela, participam do novo ciclo liderado pela sueca.

"Está sendo ótimo reencontrar elas, nós brincamos muito sobre termos trabalhado juntas há um tempinho atrás, mas já se passaram cinco anos. Estávamos juntas na sub-20 e, hoje, temos essa oportunidade na Principal. Estou muito feliz por todo mundo, porque sempre foi isso que almejamos. A troca com elas e o fato de nos conhecermos é muito importante", contou.

Yasmin também relatou como lidou com a expectativa para a convocação e disse ter trabalhado muito para conseguir a oportunidade. "Lidei com a expectativa da convocação trabalhando, foi um período que realmente gerava ansiedade, mas eu não podia fazer mais senão trabalhar. Foi um momento para continuar o meu amadurecimento, e realmente amadureci muito dentro e fora do jogo. Quando você tá em um momento bom, acaba esperando muito uma convocação, mas creio e tenho a total convicção que as coisas têm seu tempo e Deus tem tudo preparado. Esperei pelo meu momento, sinto que ele possa ter chegado e agora vai depender de mim", detalhou.

Apesar da experiência, Yasmin diz que o momento é de novos aprendizados e pretende aproveitar o período para entender o planejamento da comissão técnica para esse novo ciclo de competições. "Agora é o momento de me situar com relação ao trabalho, entender o plano de jogo e todo o planejamento para esse novo ciclo de competições. Desejo que eu vá bem, consiga desempenhar o que me pedirem e possa ter êxito em todas as coisas que farei aqui", disse a lateral.

O primeiro confronto entre Brasil e Argentina será nesta sexta-feira, no estádio Amigão, em Campina Grande (PB). Já o segundo acontece na próxima segunda, no estádio Almeidão, em João Pessoa. As duas partidas estão marcadas para começar às 16 horas.

Em relação ao duelo sul-americano, Yasmin pontuou sobre as suas expectativas para a estreia em um grande clássico mundial. "Brasil e Argentina é um duelo com uma rivalidade enorme, então acho que vai ser uma boa disputa e um bom jogo de preparação para as duas equipes. É trabalhar e se preparar para as próximas oportunidades", projetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.