Ivan Sekretarev
Ivan Sekretarev

Yaya Touré pede punição ao CSKA Moscou por racismo

Jogador alega que a torcida russa emitiu sons de macaco quando tocava na bola

Agência Estado

23 de outubro de 2013 | 17h01

MOSCOU - Um dos principais jogadores africanos da atualidade, o volante marfinense Yaya Touré reclamou de ter sido vítima de insultos racistas de torcedores do CSKA Moscou durante o jogo desta quarta-feira, na Rússia, quando o Manchester City ganhou por 2 a 1 pela Liga dos Campeões da Europa. O jogador chegou a cobrar que a Uefa aplique punição ao clube russo.

Ao ouvir a imitação de sons de macaco quando tocava na bola, Yaya Touré contou que chegou a reclamar com o árbitro romeno Ovidiu Hategan durante a partida, mas nada foi feito para impedir os atos racistas da torcida do CSKA. "É decepcionante. É inacreditável e muito, muito triste ouvir cânticos como aqueles vindo dos torcedores", disse o jogador.

"Penso que a Uefa deve agir com rigor. Talvez fechar o estádio por alguns jogos. Como um jogador africano, é sempre triste ouvir algo assim. Seria ótimo se conseguíssemos acabar com isso", afirmou Yaya Touré, que, aos 30 anos, tem sido um dos grandes destaques do poderoso time do Manchester City e também da seleção da Costa do Marfim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.