Ernesto Benavides/ AFP Photo
Ernesto Benavides/ AFP Photo

Yordy Reyna substitui Guerrero no Peru; colegas manifestam apoio ao atacante

Equipe enfrentará a Nova Zelândia por vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018

Estadão Conteúdo

04 Novembro 2017 | 17h18

O atacante Yordy Reyna, que atua pelo Vancouver Whitecaps, da MLS (liga profissional de futebol dos Estados Unidos) é o substituto de Paolo Guerrero na seleção do Peru que enfrentará a Nova Zelândia na repescagem por uma vaga na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. O jogador já foi convocado pelo técnico argentino Ricardo Gareca em outras oportunidades e jogou a última partida pelas Eliminatórias contra a Colômbia.

+ Por doping, Fifa suspende provisoriamente Guerrero por 30 dias

+ Leia mais notícias sobre futebol internacional

Peru convoca para Eliminatórias e desfalca Flamengo e São Paulo

Colômbia rechaça acusação de armação em jogo contra o Peru

Principal estrela do elenco peruano, Guerrero foi suspenso preventivamente pela Comissão Disciplinar da Fifa após ser flagrado no exame antidoping realizado na partida entre Argentina e Peru. O jogo aconteceu no dia 5 de outubro, em Buenos Aires, pela 17.ª e penúltima rodada das Eliminatórias.

Concentrado com o elenco que joga contra a Nova Zelândia nos próximos dias 11 e 15, o goleiro peruano José Carvallo afirmou que a equipe está "até a morte" com Guerrero. "Estamos até a morte com Paolo porque antes de ser um grande jogador também é uma grande pessoa", disse.

O zagueiro Alberto Rodriguez, que se recuperou de lesão após três semanas fora dos gramados, ressaltou que a seleção peruana não depende de um jogador e que o objetivo de classificar o país para a Copa de 2018 está acima de qualquer individualidade. "Temos que fazer nossa parte. Nos preparamos e lutamos para isso. Vamos trabalhar para não deixar passar esta oportunidade", afirmou.

Neste sábado, o elenco principal venceu por 2 a 0 um jogo-treino contra a seleção peruana sub-18. Os gols foram marcados por Andy Polo e Nilson Loyola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.